Polícia prende suspeito de matar aluna de Santo André

 Autor dos disparos foi identificado, teve a prisão temporária decretada, mas está foragido

 

aluna
Polícia prende jovem de 18 anos, do Jardim Represa, acusado de assaltar a aluna Paula. Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu na tarde desta sexta-feira (17/08) um dos suspeitos de assaltar Paula de Freitas Silva, aluna de 18 anos da escola Paulo Emílio, morta mesmo mesmo depois de entregar o celular para os bandidos.

O jovem preso é Érik Cordeiro Pereira Soares, de 18 anos, morador do Jardim Irene 4. A Polícia do 6º DP disse que ele negou o crime, mas foi reconhecido nesta sexta-feira pelas duas amigas que estavam com a estudante no dia do crime. Nesta semana, a Polícia tinha divulgado o retrato falado dos assaltantes.

O outro comparsa e que é suspeito de disparar contra a aluna está foragido, mas foi identificado pela Polícia como sendo Eduardo Marques Filho, de 19 anos, morador do Jardim Represa.

A Polícia disse ter chegado aos criminosos por meio de denúncias em redes sociais. Mesmo preso, Érik não confessou o crime e disse não saber dos fatos. Tanto o preso quanto o foragido já tiveram a prisão temporária decretada.

A jovem assassinada na semana passada deu o celular na mão do assaltante, mas um dos criminosos não gostou da maneira como ela entregou o aparelho e disparou um tiro no peito da estudante. Paula foi levada para ao Hospital Estadual Mário Covas, mas não resistiu e morreu. As amigas não sofreram nada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*