25 de junho de 2021

No último dia da vacinação de professores em S.Caetano, 150 não comparecem

Mais visitadas

Líder do prefeito, vereador Gilberto Costa, solicita ao governo que doses remanescentes sejam usadas em educadores da rede particular

Líder do prefeito, vereador Gilberto Costa, solicita ao governo que doses remanescentes sejam usadas em educadores da rede particular. Foto: Divulgação

Mais 150 professores não compareceram no último dia de vacinação dos professores da rede pública em São Caetano. No balanço final, 36,46% não foram tomar a vacina contra a covid-19. De acordo com a Prefeitura 1.991 educadores fizeram o agendamento no site, mas apenas 1.265 foram até o drive thru no ParkShopping São Caetano, montado  exclusivamente para essa imunização.

O ABCD Jornal publicou reportagem nesta sexta-feira (04/06) na qual mostrou que de segunda-feira (31/05) até quinta-feira (03/06) 41,51% dos professores não compareceram para tomar a vacina disponibilizada pela Prefeitura. As aulas presenciais terão início nesta segunda-feira (07/06).

O dia mais crítico com relação às ausências foi nesta quinta-feira (03/05), feriado de Corpus Christi, pois dos 340 agendados, 200 não compareceram, o que representa 58,83% de profissionais que deixaram de tomar o imunizante  contra o coronavírus, que tem matado milhares de pessoas no País.

O vereador Gilberto Costa, líder do prefeito em exercício, Tite Campanella, afirmou que solicitará ao governo que as doses remanescentes sejam utilizadas em professores da rede particular, onde as aulas presenciais já tiveram início.

“A ausência de quase 40% é lamentável. A vacinação dessa categoria foi possível somente após muita luta. Na minha opinião, é uma irresponsabilidade os professores agendarem e não comparecerem. Trata-se de um desrespeito  com o restante da população que quer ser vacinada”, afirmou o vereador.

O secretário de Educação de São Caetano, Fabrício Coutinho, também lamentou a ausência dos profissionais e vai rever a estratégia de vacinação para esse público.

Mariana Bonotto, da Aspescs (Associação de Profissionais da Educação de São Caetano do Sul) disse que alguns profissionais relataram problemas, entre eles o fato de terem tomado a vacina da Gripe no último sábado (29/05), o Dia D de vacinação contra o vírus da Influenza. Quem tomou a vacina da gripe tem de esperar 14 dias para não prejudicar nenhuma das duas.

Diante dessa afirmação, a Prefeitura foi procurada e emitiu uma nota informando que  “os professores que optaram por tomar a vacina contra a gripe no Dia D “não cumpriram as regras da fase programada da vacinação da influenza”.

O Estado de São Paulo começou a vacinar contra a gripe em 11 de maio, os idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e professores das redes pública e privada.

A Associação emitiu uma nota sobre a polêmica em torno da ausência dos professores na vacinação. Leia:

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações