Gilmar Mendes vai julgar novamente pedido de liberdade de Atila

 Defesa do prefeito de Mauá entrou com pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal

 

liberdade
Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes julgar pedido de liberdade de Atila. Foto: Divulgação/Valter Campanato- Agencia Brasil

 

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes vai julgar pela segunda vez um pedido de liberdade do prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB). A informação já consta no site da Corte.

Em junho, Gilmar Mendes foi quem concedeu um habeas corpus para que o prefeito respondesse em liberdade o processo de investigação feito pela PF (Polícia Federal). Atila foi preso em maio deste ano durante Operação Prato Feito que apura irregularidades nos contratos de merenda.

No último dia 13, o prefeito foi preso pela segunda vez em nova Operação da PF batizada como Trato Feito. Atila foi acusado de pagar mensalinho para 21 vereadores, além de um suplente. A acusação é de que o chefe do Executivo dividia recursos provenientes de corrupção pagos por várias empresas que prestam serviço no município.

A defesa de Atila nega todas as acusações afirma que prisão foi “arbitrária” e que as denúncias “foram requentadas” pela PF, sem que houvesse fatos novos que justificassem nova detenção. O advogado do prefeito, Daniel Bialki, também entrou com um pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça) nesta segunda-feira (17/12)

O advogado de

2 Comentários

  1. Se Deus quiser a seja solto e vote a governar Maua.
    Depois q ele saiu da prisão da primeira vez ele estava conseguindo a reconstruir quem quase afundou Mauá.
    Atila trabalha de domingo a domingo…só não enxerga a melhoria em Mauá quem quer detona lo criticando e criticando ele p tomar o lugar dele.precisa ser investigado quem deixou ele nessa situação os gestores anteriores.

  2. Deus me livre esse homem o Átila tem que cair fora da prefeitura ladrão corruptor mal caráter A saúde da cada vez pior ele embolsado o dinheiro nosso aí se eu encontro esse Gilmar Mendes dou uma surra nele

Comments are closed.