Ex-prefeitos da Região fracassam nas urnas

 Aidan, Filippi e Donisete Braga passaram bem longe de conquistar vagas como deputados

ex-prefeitos
Ex-prefeito Donisete disputou eleição para deputado federal. Foto: Divulgação

Ex-prefeitos da Região do ABCD fracassaram em seus projetos de conquistar vagas para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal nas eleições deste ano. O ex-prefeito de Mauá Donisete Braga (pros) obteve 13.512 votos para deputado federal. Nas eleições municipais de 2016, quando era filiado ao PT, também saiu derrotado das urnas e não conseguiu a reeleição contra o adversário Atila Jacomussi (PSB).

O ex-prefeito de Santo André Aidan Ravin (Podemos), que buscava uma vaga de deputado estadual teve 21.427 votos e também não foi bem sucedido no pleito deste domingo.

Aidan teve de enfrentar pedido de impugnação do registro de sua candidatura solicitado pelo Ministério Público Eleitoral. Só conseguiu o deferimento na última semana da campanha. Por conta disso, também enfrentou materiais apócrifos que o apontavam como impugnado.

Outro ex-chefe do Executivo derrotado nas urnas foi José de Filippi (PT), de Diadema. Ele recebeu recebeu 42.533 votos e não se elegeu deputado federal.

O ex-prefeito de Mauá Oswaldo Dias(PT) não teve os votos computados, porque o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) indeferiram sua candidatura a deputado estadual. O petista recorreu da decisão para que os votos sejam computados.