Vídeos: Anaflavia é condenada a 61 anos de prisão por tirar a vida dos pais

Mais visitadas

Ex-namorada pegou pena maior de 74 anos de detenção e Guilherme outros 56 anos

carina e anaflavia
Ana Fávia e namorada Carina são condenadas por júri popular por mortes do casal de empresários e do filho deles. Foto: Reprodução

O Júri Popular condenou na madrugada desta quarta-feira (14/06) Ana Flávia Gonçalves por planejar junto com a ex-namorada Carina Ramos de Abreu a morte do pai e da mãe  no dia 27 de janeiro de 2020. O irmão também  morreu, mas ela foi absolvida pelo jurado nesse quesito. Já a namorada pegou 74 anos por ser considerada a mentora do crime. O outro réu Guilherme Ramos da Silva pegou 56 anos por participar do roubo e dos homicídios.

Os três foram condenados por roubar e carbonizar o casal Flaviana de Meneses Gonçalves, de 40 anos, e Romuyuki Veras, de 43 anos, e o filho deles, Juan Victor Gonçalves, 15 anos.

Eles estão presos desde a época do crime. Também estão detidos os irmãos Juliano Oliveira Ramos Júnior e Jonathan Fagundes Ramos, que são primos de Carina, mas que serão julgados só em 21 de agosto, porque eles destituíram a advogada nesta segunda-feira (12/06), primeiro dia do julgamento.

Durante as investigações, a Polícia, baseada em provas, chegou à conclusão que Anaflávia e a ex-namorada planejaram o roubo da família pensando que  tinha na residência R$ 85 mil. Com a ajuda de ambas, o trio invadiu a casa da família Gonçalves para subtrair o valor.

Segundo apuração do MP (Ministério Público), como os criminosos não encontraram o dinheiro, optaram por irar a vida da família. O crime foi brutal, pois além das agressões, os três foram asfixiados e depois colocados dentro do porta malas do carro da família. Eles foram levados até a Estrada do Montanhão, em São Bernardo. Os criminosos ainda colocaram fogo no carro e a família morreu carbonizada.

Abaixo seguem os vídeos da promotora, da avó de Anaflavia e dos advogados de acusação e defesa:

Promotora pode recorrer para aumentar pena de Anaflavia

Avó de Ana Flávia diz que ainda não “fechou caixão” dos familiares

Advogado da família defende pena maior para Anaflavia

Advogados de Anaflávia acha que ela deveria ter sido absolvida nos três homicídios

Advogado de Carina vão pedir anulação do julgamento

Veja as penas:

  • Anaflávia Martins Meneses Gonçalves: 61 anos, 5 meses e 23 dias de reclusão, em regime inicial fechado.
  • Carina Ramos de Abreu: 74 anos, 7 meses e 10 dias de reclusão, em regime inicial fechado.
  • Guilherme Ramos da Silva: 56 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial fechado.

Os três condenados já estão presos e não poderão recorrer da decisão em liberdade.

Anaflavia, Caria e Guilherme
Os três condenados já estão presos e não poderão recorrer da decisão em liberdade. Foto: Reprodução

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações