Santo André realiza ações contra a dengue durante o Carnaval

Mais visitadas

Equipes da Secretaria de Saúde e do Fundo Social de Solidariedade vão estar presentes em pontos de grande circulação durante os quatro dias de Carnaval

Equipe de combate à dengue
Santo André realiza ações contra a dengue durante o Carnaval. Foto: Divulgação

Enquanto boa parte da população curte os dias de Carnaval, as equipes da Secretaria de Saúde de Santo André seguem atuando no combate ao mosquito da dengue. Durante os quatro dias de folia, os técnicos do Departamento de Vigilância à Saúde e os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) vão visitar os parques da cidade, entre outros locais, para eliminar possíveis criadouros e orientar a população sobre os cuidados que devem ter em suas residências para não deixar água parada.

A primeira ação ocorreu neste sábado (10/02) na região do Parque Celso Daniel, no bairro Jardim, e na Rua Coronel Oliveira Lima, no Centro. Munidos de frascos para coleta, pipetas, peneira e larvicida, os agentes visitaram 365 imóveis, realizaram 8 bloqueios, coletaram 12 amostras de larvas e orientaram cerca de 3,5 mil pessoas.

“O combate à dengue exige um trabalho constante e ininterrupto. Por isso, mesmo durante o Carnaval, nossas equipes estão nas ruas para realizar ações de conscientização e de fiscalização com o objetivo de prevenir casos da doença”, afirma o prefeito Paulo Serra.

Além dessa busca ativa, foram distribuídos materiais educativos para a população em uma tenda que contou com orientadores e expôs maquetes – apresentando cenário certo e errado –, larvas do mosquito Aedes aegypti e outros informativos.

A iniciativa conta com a parceria do Fundo Social de Solidariedade, que participou do planejamento estratégico das ações para levar informação e cuidado para o maior número possível de munícipes.

“Quando falamos em cuidar de pessoas, o Fundo Social de Solidariedade não poderia ficar de fora. Por isso, em parceria com a Secretaria de Saúde, estamos colaborando com as ações de combate à dengue”, afirma a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Ana Claudia de Fabris.

Neste domingo (11/02), as equipes estarão na parte da manhã no Parque Deputado José Cicote (Central), na Vila Assunção, e na parte da tarde no Parque Antônio Fláquer (Ipiranguinha), na Vila Alzira. Já na segunda-feira (12/02) será a vez do Parque Regional da Criança, no Parque Jaçatuba, e do Parque Antônio Pezzolo (Chácara Pignatari), na Vila Metalúrgica. Por fim, na terça-feira (13/02) a ação ocorre no Parque Guaraciaba e no Parque do Pedroso.

Além dos parques, as equipes estão visitando residências e pontos comerciais da cidade em busca de possíveis criadouros do mosquito. Os bairros já visitados foram escolhidos de acordo com a maior incidência de casos. A ação já ocorreu no Jardim Santo André, Jardim Carla, Condomínio Maracanã, Campestre, Vila Palmares, Santa Maria, Vila Suíça e Parque Miami.

Prevenção

O Ministério da Saúde alerta que cerca de 75% dos criadouros do mosquito transmissor da dengue estão nos domicílios, como em vasos e pratos de plantas, garrafas retornáveis, pingadeira, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros em geral, pequenas fontes ornamentais e materiais em depósitos de construção (sanitários estocados, canos, etc.).

Acabar com a dengue requer atenção de todos, já que qualquer água parada pode se transformar em criadouro do mosquito. Para isso, a recomendação é manter a caixa d’água bem fechada; colocar areia nos vasos de planta; amarrar bem os sacos de lixo; limpar bem as calhas de casa; guardar pneus em locais cobertos; não acumular sucata e entulho; esvaziar garrafas PET, potes e vasos; e, por fim, receber bem os agentes de saúde e os de endemias.

Mais publicações

Últimas publicações