S.Bernardo inicia vacinação contra a Covid com imunização de técnica de enfermagem

Profissional  da UPA São Pedro, Alice Santana de Souza, de 60 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença na cidade

 

Técnica de enfermagem da UPA São Pedro, Alice Santana de Souza, de 60 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença na cidade. Foto: Divulgação/PSBC

 

Com emoção e aplausos, a Prefeitura de São Bernardo deu início nesta terça-feira (19/01) à campanha de vacinação contra a Covid-19, com a aplicação da primeira dose do imunizante Coronavac em evento realizado no Hospital de Urgência – maior equipamento construído para atendimento da Covid-19 no País. Técnica de enfermagem da UPA São Pedro, Alice Santana de Souza, de 60 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença na cidade. A profissional é moradora do Parque São Bernardo e atua no equipamento há 11 anos.

Os lotes de vacinas enviados pelo governo do Estado chegaram ao departamento de Vigilância Sanitária do município por volta das 17h30 e foram imediatamente encaminhados para armazenamento em freezers especiais e ao Hospital de Urgência para início da vacinação. “Foi o momento mais esperado da pandemia. É muito bom saber que a vacina está chegando para todos. Pensei em todos os casos que atendi e na minha família no momento em que recebi a vacina”, celebrou Alice, que mora próxima de sua mãe de 80 anos e convivia com o receio de levar a doença para uma das pessoas que mais ama.

Além da profissional, foram vacinadas também a fisioterapeuta do HU, Camila Cristina Ortiz Bento, de 42 anos – que fez o atendimento da primeira paciente internada no equipamento, inaugurado em maio de 2020 – e a enfermeira do hospital, Priscilla Lima de Oliveira, de 37 anos, que apesar de todos os cuidados e EPIs, foi uma das profissionais infectadas pela doença no início da pandemia.

“Quero agradecer aos cientistas e aos profissionais do Instituto Butantan, que em tempo recorde conseguiram viabilizar uma vacina para salvar nossa população. Quero também agradecer aos quase 10 mil profissionais de saúde que atuam na rede pública de São Bernardo dando o seu melhor e ajudando a salvar vidas. A chegada das vacinas não é sinônimo de que o problema acabou. Todos nós temos que ter a conscientização de que o vírus persiste e precisamos continuar nos protegendo e protegendo ao próximo”, destacou o prefeito Orlando Morando.

GRUPOS PRIORITÁRIOS – Até o momento, o governo do Estado enviou 11.840 doses do imunizante ao município. Nesta primeira etapa, as vacinas serão destinadas aos profissionais de Saúde, além de idosos moradores de instituições de longa permanência e indígenas. Ao todo, os grupos somam cerca de 29,1 mil pessoas.

“Neste primeiro momento é preciso ter a clareza que não há vacinas para todos. Por isso, a prioridade será os profissionais que atuam na linha de frente, de equipamentos que atendem exclusivamente a Covid-19, incluindo os hospitais particulares, além dos idosos asilados e indígenas. Conforme as vacinas forem chegando, vamos ampliando os grupos prioritários”, destacou o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple.

LOGÍSTICA DA VACINAÇÃO – De acordo com o chefe do Executivo, a expectativa é aplicar todas as doses recebidas até esta sexta-feira (22/01). As doses serão distribuídas aos equipamentos de linha de frente, incluindo as unidades privadas, para aplicação in loco dos profissionais. Para isso, as vacinas estão sendo armazenadas em freezers especiais. Hoje, a cidade já conta com 400 mil kits de seringas e agulhas em estoque para início da imunização. Além disso, cerca de 1.000 profissionais que estarão envolvidos diretamente na campanha de vacinação contra a Covid-19 receberam treinamento para acompanhamento dos protocolos de segurança a serem cumpridos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).