Restaurante Bom Prato de São Bernardo será entregue em novembro

 Construção do restaurante permitirá que sejam oferecidas 1,8 mil refeições por dia ao custo de R$ 1

bom prato
Refeição custará R$ 1 no restaurante popular Bom Prato. Foto: Du-Amorim_-A2-Fotografia-Fotos Públicas

A Prefeitura deve inaugurar o restaurante popular Bom Prato no fim de novembro. Após a inauguração, serão oferecidas 1,8 mil refeições por dia, sendo 1,5 mil almoços, por R$ 1, e 300 cafés da manhã, ao custo de R$ 0,50. Crianças de até seis anos de idade poderão comer gratuitamente. A unidade de São Bernardo funcionará de segunda à sexta-feira, das 7h às 9h, no café da manhã e a partir das 10h30 no almoço.

As obras do restaurante foram autorizadas nesta segunda-feira (14/08) e custarão aos cofres públicos R$ 4,1 milhões, sendo R$ 2,2 milhões do Estado (R$ 1 milhão para implantação do restaurante e R$ 1,2 milhão para custeio de refeições ao longo de dez meses) e outros R$ 1,9 milhão de contrapartida do município. O espaço será gerenciado pelo Crami (Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância do ABCD), entidade vencedora da licitação do Estado.

O restaurante está sendo construído em área ociosa ao Poupatempo, na região central. A Prefeitura avalia que trata-se de uma área bem localizada, pois está próxima à rodoviária João Setti e à Secretaria de Assistência Social, que realiza o atendimento ao público em vulnerabilidade social. “Estamos passando por um momento no País em que o dinheiro vale menos e cada vez mais pessoas buscam refeições saudáveis a preços justos. Este é um programa de segurança alimentar referência no Brasil”, disse o secretário estadual de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Junior.

O secretário esteve na cidade nesta segunda para autorizar junto com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), o início das obras.

O Bom Prato foi criado em dezembro do ano 2000 com objetivo de oferecer refeições a custo acessível à população de baixa renda. O programa conta com 52 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior.