27 de maio de 2022

Polícia apreende roupas usadas pelo suspeito de matar Lorrany

Mais visitadas

Camiseta, calça e tênis usados no dia do crime em Rio Grande da Serra foram levados para perícia; assassinato é investigado pelo DHPP

Antonio Carlos Freire
Jovem Antonio Carlos Freire é suspeito de ter tirado a vida de Lorrany após pegá-la de moto vermelha perto de sua residência. Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia apreendeu as roupas de Antonio Carlos Freire, principal suspeito de tirar a vida de  Lorrany Fernandes, de 19 anos, jovem encontrada morta na manhã desta terça-feira (25/01) em uma mata em Rio Grande da Serra. Ele já foi namorado da estudante de enfermagem e foi a última pessoa a encontrar com Lorrany em 20 de janeiro, dia do desaparecimento.

Os policiais aprenderam uma camiseta, uma calça e um tênis utilizados por ele nesta data. A intenção dos investigadores e tentar encontrar vestígios que possam incriminá-lo. Ele nega que tenha matado a jovem, mas a polícia aponta contradições em seus depoimentos. Inclusive, a Polícia já encontrou terra no tênis que seriam compatíveis com o local onde a jovem foi morta, possivelmente por estrangulamento.

A Justiça decretou a prisão dele por 30 dias prorrogável pelo mesmo período. O suspeito encontra-se no CDP (Centro de Detenção Provisória) da Vila Palmares, em Santo André.

prisão de Antonio
Antonio é levado para o CDP de Santo André onde ficará prso por pelo menos 30 dias. Foto: Divulgação/GCM

 Entenda o caso

Câmeras de segurança registraram que Lorrany subindo como passageira em uma moto vermelha, no dia do desaparecimento. Antonio afirmou que o celular dele teve problema e estava no conserto. Por meio de investigações, a Polícia descobriu que o aparelho foi formatado recentemente.

Outro detalhe, que segundo a Polícia, é relevante, é que Antonio está com arranhões no braço, que podem indicar uma luta corporal recente.

Ele falou que estava em casa na noite do crime, mas câmeras de segurança o flagraram pegando a jovem perto da casa dela por volta do das 19h50 do dia 20.  Outro indício é que o sinal de rastreamento da moto do rapaz revelou que a motocicleta esteve no local onde do crime por duas vezes.

mata na vila verde
Corpo de uma mulher foi achado pela Guarda Municipal dentro de uma mata em Rio Grande da Serra.

Quebra de sigilo

A Polícia também investiga o celular de Lorrany e já solicitou a quebra de sigilo telefônico. Pouco antes de desaparecer, a estudante de enfermagem deixou uma publicação enigmática em redes sociais: “Quando o diabo não vem, manda o secretário”.

Com o rastreamento do sinal de GPS do celular de Lorrany foi possível verificar que o aparelho estava em uma área de mata fechada.

lorrany
Jovem Lorrany desapareceu no dia 20 de janeiro e foi encontrada cinco dias depois. Foto: Reprodução/ Facebook

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações