PM prende suspeito de tirar a vida de advogada de 24 anos em Sto.André

Mais visitadas

Prisão ocorreu enquanto uma dupla de bandidos praticava mais um crime, desta vez na Zona Leste de São Paulo

jovem morta em santo andré
Gabriela Souza chegou a ser socorrida no Hospital Santa Helena, mas não resistiu e faleceu nesta sexta-feira. Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal/Facebook

A PM (Polícia Militar) prendeu na tarde desta terça-feira (01/02) um dos suspeitos de matar a advogada Gabriela Souza, de 24 anos, no bairro Marajorara, em Santo André, no último dia 28.

A prisão ocorreu durante a prática de mais um crime, desta vez na Capital Paulista. O suspeito do latrocínio é um ajudante de 30 anos, que nesta terça-feira, junto com um comparsa, um motoboy, de 20 anos, foram presos em flagrante, na Rua Iaptus, no bairro São Mateus, na Zona Leste de São Paulo.

De acordo com a Polícia, o caso desta terça-feira foi registrado como receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e associação criminosa pelo 2º Distrito Policial de Santo André.

“O mais velho é suspeito de envolvimento em um latrocínio que vitimou uma jovem, de 24 anos, no último dia 28, no Parque Marajoara, em Santo André. As investigações seguem em andamento para esclarecer os fatos”, informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado. A Polícia ainda procura pelo segundo assassino de Gabriela.

Entenda o caso

A jovem Gabriela Souza morreu após ser alvejada por disparo de arma de fogo durante um assalto, na tarde de sexta-feira (28/01), na rua Benedito Montenegro, no Parque Marajoara. O fato causou muita comoção na cidade.

A vítima foi atingida no pescoço e foi socorrida por familiares até o Hospital Santa Helena, mas não resistiu.

A advogada morava com seu irmão, além de outros parentes, no imóvel onde ele, de maneira informal, comercializava varais articulados para pendurar roupas.

Durante a tarde, um policial militar, que estava de férias, e sua esposa chegaram ao local para retirar um varal que haviam encomendado, desembarcaram e ficaram conversando com o irmão da vítima por alguns minutos.

Neste momento, dois suspeitos se aproximaram a pé e anunciaram assalto, determinando que as vítimas entregassem a chave do Honda/HR-V e os objetos pessoais que tinham consigo.

O casal atendeu à ordem dos suspeitos, mas o comerciante achou que a arma deles era de brinquedo e reagiu tentando contê-los.

A irmã dele saiu para a rua para ver o que estava acontecendo, quando foi atingida por um dos disparos feitos pelos criminosos. Em seguida, a dupla fugiu com o carro do PM, além de um celular e documentos das vítimas.

O local foi preservado até a chegada de uma equipe da perícia, que apreendeu um estojo de munição, provavelmente calibre .40, que estava caído no chão, além de uma faca.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações