Para regularizar prédio que desabou, S.Caetano assina convênio

 Prefeito Auricchio assinou termo do Programa Cidade Legal com Governo do Estado

Prefeito Auricchio assinou termo do Programa Cidade Legal com Governo do Estado. Foto: Divulgação/PSCS

 

Em reunião nesta segunda-feira (10/06), na sede da Secretaria da Habitação do Estado de São Paulo, foi assinado convênio do Programa Cidade Legal, entre a Prefeitura de São Caetano do Sul e o Governo do Estado. Assim, já poderá ser iniciado nos próximos dias o estudo fundiário no imóvel particular Condomínio Di Thiene, no Bairro da Fundação, que teve desabamento parcial no último sábado (08/06).

O documento foi assinado pelo prefeito José Auricchio Júnior, o secretário executivo de Habitação do Estado, Fernando Marangoni, e o diretor presidente da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), Eduardo Velucci. “Agradecemos a prontidão do Governo do Estado que, desde ontem (domingo), tem sido ágil na resposta a esse triste acontecimento”, afirma o prefeito.

O estudo fundiário permitirá reconhecer a questão legal de posse do imóvel. “Reafirmo que haverá total preservação dos direitos habitacionais das famílias do condomínio”, diz Marangoni.

ESTRUTURA

Paralelamente, a Prefeitura de São Caetano, por meio da Secretaria de Obras e Habitação, realizará estudo técnico para avaliar as condições estruturais do prédio. Nessa segunda-feira (10/6), mais uma parte contígua ao desabamento também ruiu. Não houve feridos. Os dois estudos devem durar cerca de 15 dias.

A Prefeitura prepara abrigo social em um clube do Bairro da Fundação para receber as famílias que estão desabrigadas, por conta da interdição do imóvel preventivamente por segurança. Dois imóveis vizinhos, na Avenida Conde Francisco Matarazzo, também foram interditados nesta segunda, pelo mesmo motivo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*