Pai da menina de 10 anos que tirou a própria vida é morto pelo filho em S.Caetano

Crime aconteceu após desentendimento na rua Humberto de Campos, na Vila São José

Delegacia sede de São Caetano segue com as investigações sobre a morte de homem. Foto: Divulgação

 

 

Um crime chocou a cidade de São Caetano na noite desta quarta-feira (213/09). O filho matou o próprio pai com um golpe “mata-leão, após uma discussão, na rua Humberto de Campos na Vila São José. A vítima é Damião Lacerda, de 50 anos, pai da menina de 10 anos que tirou a própria vida em março do ano passado, com a arma dele.

De acordo com o Secretário de Segurança de São Caetano, Jorge Salgado, o filho confessou o crime e o caso foi encaminhado ao DP (Distrito Policial) Sede da cidade, que registrou a ocorrência e segue com as investigações.

O filho tem 18 anos e  foi preso em flagrante na noite desta quarta-feira (23). Uma equipe da PM foi acionada para atender ocorrência de agressão e, no local, o autor do crime foi detido. Ele contou que ingeriu bebidas alcoólicas junto com seu pai e o atingiu com um golpe “mata-leão” após a briga.

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados e constataram o óbito da vítima. Foi solicitada perícia para o local dos fatos.
O autor do crime foi preso em flagrante e indiciado por homicídio qualificado.

Morte da criança

A morte da criança de 10 anos que tirou a própria vida gerou muita polêmica e dúvidas. O caso ocorreu em 17 de março de 2019. A menina foi identificada como Laura Ribeiro Lacerda e era aluna da Escola Municipal Oswaldo Samuel Massei.

A criança morava com o pai na rua Damião Lacerda, na rua Humberto de Campos, 258. A mãe tinha morrido há oito meses. O pai trabalhava na Prefeitura por meio de uma empresa terceirizada.

A garota deixou duas cartas relatando a depressão e a vontade de se matar. A menina teria usado uma cadeira para pegar a arma do pai que estava em cima do guarda roupa. A arma tinha registro.