18 de maio de 2022

Oito pessoas foram detidas no ABCD por furto de energia

Mais visitadas

Balanço da Enel envolve sete primeiros meses de 2019, período em que houve 159 prisões, incluindo Capital e Região

furto de energia
Enel intensifica ações contra furto de energia e 159 são presos: 5% no ABCD. Foto: Divulgação/Enel

 

A Enel Distribuição São Paulo intensificou as ações de combate ao furto de energia, por meio das inspeções de fraude. Em parceria com a Polícia Civil, a empresa realizou, nos sete primeiros meses do ano, 173 operações de combate ao furto de energia, que resultaram em 159 prisões em flagrante, sendo oito delas no ABCD.

A maioria delas aconteceu na região Sul da capital, representando 55% do total de prisões, seguida pelas regiões Oeste (21%), Leste (13%), Norte (6%)  e ABC (5%), As classes comercial e residencial são a maior fatia dos locais com furto de energia, sendo 62% e 33%, respectivamente.

Em 2018, foram encontradas mais de 11,6 mil irregularidades com dolo. As regiões Leste e Oeste da capital foram as mais representativas, com 33% e 24% das ocorrências, respectivamente. A maioria das irregularidades foi em residências, sendo 88% dos casos.

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. As ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações