13 de abril de 2021

No 1º dia da Fase Emergencial, GCM de São Bernardo fecha 66 estabelecimentos

Mais visitados

Fiscalização realizada por equipes da Prefeitura resultou ainda na dispersão de aglomerações em vias públicas e abordagem de mais de 800 veículos

Fiscalização realizada por equipes da Prefeitura resultou ainda na dispersão de aglomerações em vias públicas e abordagem de mais de 800 veículos. Foto: Divulgação/PSBC-Ricardo Cassin

A Guarda Civil Municipal (GCM) de São Bernardo fechou nesta segunda-feira (15/03), primeiro dia de vigência da Fase Emergencial do Plano São Paulo, 66 estabelecimentos comerciais por funcionamento irregular e desrespeito às normas sanitárias impostas pela Prefeitura. A fiscalização comandada pela GCM, com apoio de equipes da Vigilância Sanitária e da Secretaria de Obras e Planejamento Estratégico, contou com patrulhamento e rondas ostensivas em todo território do município, resultando na dispersão de aglomerações em vias públicas e na orientação de veículos e pedestres.

Segundo balanço da Guarda Civil Municipal, todos os estabelecimentos foram fechados, sem resistência, após equipes da Prefeitura constatarem desrespeito aos decretos municipais vigentes que permitem o funcionamento apenas de serviços essenciais. Os proprietários dos comércios foram orientados sobre as normas e, caso constatada reincidência do descumprimento das regras, serão autuados, com interdição do local.

Durante a fiscalização, sete chamados de aglomerações em vias públicas foram atendidos pela GCM, resultando na dispersão de mais de 200 pessoas em pontos diversos da cidade. Outras 1.427 pessoas foram orientadas ao longo da operação, enquanto 867 veículos foram abordados em bloqueios espalhados pela cidade.

Na avaliação do prefeito Orlando Morando, o trabalho de fiscalização realizado em todo território de São Bernardo tem tido papel fundamental, tendo em vista que a Fase Emergencial tem como objetivo diminuir a circulação de pessoas, reduzindo a disseminação do Coronavírus e, assim, evitar o colapso do sistema público de Saúde. “A GCM, com apoio de demais órgãos da Prefeitura, tem feito sua parte de fiscalizar e orientar a população sobre as novas regras. Porém, necessitamos do apoio de todos. Vivemos o pior momento da pandemia. Não podemos tolerar aglomerações, enquanto milhares de pessoas lutam pela vida. Por isso reforço o apelo de que todo cidadão siga as recomendações da Prefeitura”.

REFORÇO – Ontem, o chefe do Executivo anunciou a abertura de 19 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o atendimento exclusivo das vítimas da Covid-19. A medida ocorre em momento de agravamento da crise sanitária e do quase esgotamento da capacidade de atendimento do município.

OCORRÊNCIA – No entanto, mesmo com a adoção de normas mais rígidas, a Guarda Civil Municipal segue atendendo ocorrências de desrespeito e aglomerações na cidade. No domingo (14/03), cinco motociclistas foram detidos depois de serem flagrado praticando manobras perigosas na Estrada Marco Polo, no bairro Batistini. O grupo formado por jovens de 18 a 21 anos utilizava a via pública para uma competição de empinar motos. Quatro dos envolvidos na ocorrência não possuíam habilitação.

Todos foram conduzidos ao 3º Distrito Policial de São Bernardo, onde ficaram à disposição da Justiça. As motocicletas, por sua vez, foram apreendidas e levadas ao Pátio Municipal.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações