13 de abril de 2021

Mauá pagará abono a 942 funcionários da saúde que atuam pela Fundação

Mais visitados

SindSaúde havia questionado se haveria a exclusão e apresentou ofício ao prefeito Atila Jacomussi nesta segunda-feira

 

nardini
Mauá pagará abono a 942 funcionários da saúde que atuam pela Fundação no Hospital Nardini e demais equipamentos de saúde. Foto: Divulgação

 

A Prefeitura divulgou nesta terça-feira (05/05) que também pagará abono de R$ 300 por mês a 942 profissionais da área da saúde que atuam na cidade por meio da Fuabc (Fundação do ABC) junto ao Cosam (Complexo de Saúde de Mauá).

O benefício será pago durante a pandemia da Covid-19. O abono foi aprovado pela Câmara e instituído pela Lei 5.600/2020, de 17 de abril de 2020.

O SindSaúde apresentou nota à imprensa no qual afirmou que foi enviado um ofício nesta segunda-feira (04/05) ao prefeito Atila Jacomussi. “Isto é um absurdo, é crime de discriminação”, disse o presidente do SindSaúde ABC, Almir Rogério “Mizito”, ao acrescentar que por conta de um eventual não pagamento a Prefeitura poderia  “incorrer em tratamento discriminatório pelo fato desses trabalhadores também exercerem função pública, já que prestam serviços para o sistema municipal de saúde” do município.

A Prefeitura de Mauá emitiu nota oficial e negou a acusação do sindicato. “A informação não procede, o pagamento também será realizado aos profissionais da Fundação, contudo, como são processos diferentes, os funcionários do complexo Fundação/COSAN em atuação, receberão o abono no mesmo valor de R$ 300, ou no meio do mês como pagamento complementar ou no final do mês, devido ao fluxo de caixa”, afirmou.

Para a Prefeitura, o comunicado do Sindsaúde foi equivocado. “Até onde apuramos, foi um comunicado feito pelo Sindicato de maneira equivocada e contrário as informações prestadas pela Prefeitura, iremos apurar para eventual responsabilização”, concluiu.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações