1 de dezembro de 2021

Mauá fecha ecoponto e concessionária usa local para estacionar carros

Mais visitadas

Moradores criticam que não têm mais onde jogar bagulhos; líder da prefeita afirma que outro espaço será aberto em dez

ecoponto
Moradores do Parque São Vicente reclamam que por não ter mais o Ecoponto na região não têm mais onde jogar bagulhos. Foto: Divulgação/morador

Moradores do Parque São Vicente, em Mauá, criticam o fechamento do Ecoponto há cerca de 30 dias quando houve um incêndio no local. De acordo com munícipes, o bairro não tem mais onde jogar bagulhos, e o fato tem deixado a região suja. No local, que funcionava de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h, era permitido descartar entulho, recicláveis, madeiras, eletrônicos, eletrodomésticos e pneus  

Depois do fechamento do Ecoponto, uma concessionária (Paulitalia), instalada na avenida Papa João XXIII, 555, tem usado o local para estacionar seus veículos.

O líder do prefeita Alaíde Damo (MDB) na Câmara, Chico do Judô (Podemos), afirmou que o fechamento do espaço para depósito de bagulhos se deu na gestão do ex-prefeito Atila Jacomussi (PSB), cassado em 18 de abril. O líder confirmou que foi por conta de um incêndio e salientou que em dez dias novo Ecoponto será aberto a 100 metros do antigo. “A população tem razão em reclamar, porque fica sem alternativa para jogar fora o eque não usa mais”, disse Chico do Judô.

Quanto à concessionária que estaciona os veículos no local, o líder da prefeita afirmou que será solicitado à empresa que não faça mais isso. “Até é possível estacionar, mas desde que tivesse um contrato. O antigo Ecoponto será utilizado a partir de agora para depósito de pedras, guias e tubos da Prefeitura”, concluiu Chico do Judô.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações