Mãe de 2 crianças que morreram sob escombros em Mauá está grávida de 4 meses

 Prefeitura informa que ela teve trauma de crânio encefálico leve, realizou exames e tanto ela quanto o bebê passam bem

escombros
Mãe foi socorrida após desmoronamento e foi levada ao Hospital Nardini, onde passou por cirurgia. Foto: Divulgação

 

Tálita dos Santos Silva, de 35 anos, mãe de Miguel, de 8 anos, e Maria Luiza, de 11 meses, que morreram neste sábado (16/02) sob escombros, após desmoronamento da casa onde moravam, no Jardim Zaíra 6, em Mauá, está grávida de 16 semanas. De acordo com a Prefeitura, a vítima do deslizamento fez ultrassom neste domingo (17/02) e tanto ela quanto o bebê estão bem.

A paciente realizou uma sutura no centro cirúrgico por um trauma de crânio encefálico leve”, informou a Prefeitura ao acrescentar que foram realizados exames de ultrassonografia obstétrico e a mulher passou por avaliação da cirurgia geral e reavaliação da ginecologia/obstetrícia após o ultrassom.

Familiares relataram à imprensa que essa casa que desabou na Rua Ane Altomar, no Jardim Zaira 6, tinha sido comprada recentemente pelo valor de R$ 20 mil e era motivo de comemoração de Talita por ter realizado o sonho da casa própria.

Casos

A chuva que caiu neste sábado causou muitos estragos em Mauá. As informações preliminares registradas pela Defesa Civil de Mauá são de que houve 35 assistências a famílias até o presente momento, 13 casas foram interditadas, com a possibilidade de aumentar o número, pois agentes estão em áreas de risco para avaliar os imóveis.

Além de Talita, que está no hospital com ferimentos, e de quatro crianças que morreram na cidade, uma menina (Tainá), de 11 anos, teve escoriações e passa bem. Um homem de 41 anos, que estava na casa, também foi atingido e teve uma fratura exposta.  

A Prefeitura de Mauá divulgou um boletim médico dos pacientes atendidos no Hospital Nardini. Veja:

Talita dos Santos Silva, 35 anos, está na clínica cirúrgica. A paciente realizou uma sutura no centro cirúrgico por um trauma de crânio encefálico leve, realizou ultrassonografia obstétrica. Hemodinâmica estável, passou por avaliação da cirurgia geral e reavaliação da ginecologia/obstetrícia após o ultrassom.

Tainá dos Santos Silva, 11 anos, está em observação da cirurgia neurológica, solicitado RX e avaliação da ortopedia sem fraturas,está apenas aguardando reavaliação da cirurgia geral para possível Alta paciente hemodinâmica estável

José Santos da Vitória, de 41 anos, está na clínica cirúrgica//ele teve uma fratura exposta da perna direita,foi realizado fixador externo ontem. Estável, com antibioticoterapia.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*