Laje de prédio desaba em São Caetano; Veja vídeo

 Imóvel era invadido e moram 250 pessoas no local, que foi interditado pela Prefeitura

 

A laje de um edifício que fica entre as ruas Conde Francisco de Matarazzo e Heloísa Pamplona, no Bairro Fundação, em São Caetano, desabou parcialmente por volta das 22h deste sábado (08/06). De acordo com a Prefeitura, o local tinha sido invadido por 90 famílias. Moram no local 250 pessoas.

De acordo com a Administração Municipal, as vítimas tiveram ferimentos leves e ninguém precisou ser levado ao hospital. Foram destinadas para o local oito viaturas do Corpo de Bombeiros, além de ambulância.

Uma moradora procurou o ABCD Jornal e disse que a invasão aconteceu há décadas atrás e que a maioria dos moradores tem contrato de gaveta, pagam aluguel e querem a regularização do imóvel.

 

Leia nota da Prefeitura

Em relação ao desabamento parcial de laje do edifício situado na esquina das ruas Heloísa Pamplona e Conde Francisco Matarazzo, no bairro da Fundação, na noite deste sábado (8/6), a Prefeitura de São Caetano do Sul informa que, após avaliação da Defesa Civil, haverá interdição total do prédio e as famílias residentes na localidade serão, de forma emergencial, abrigadas em hotéis situados na região. Posteriormente, a Prefeitura disponibilizará abrigo público às famílias. A administração municipal informa que por diversas vezes atuou no sentido de interditar o prédio, que se encontra em situação de invasão, e que prestará toda assistência necessária aos moradores”.

 

laje
Laje de prédio desaba em São Caetano; vítimas tiveram ferimentos leves

2 Comentários

  1. A prefeitura diz muito,mas faz pouco,no que se diz em questão a interdição,eles esperaram para a tragédia acontecer, só para depois sair dizendo que faz pelos pobres tbm,mas se dependesse do prefeito, estarei nem aí,mas ele faz as coisas agora para não ser taxado de pior administrador,e isso repercutiria negativamente para o Auricchio

  2. Moro perto do local do desabamento ,muitas famílias ficaram na rua e no frio esperando uma providência ,lamentável que as autoridades esperam a tragédia acontecer pra tomarem uma atitude .

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*