Ford e sindicato anunciam acordo com funcionários em São Bernardo

Além de indenizações, trabalhadores receberão apoio psicológico e requalificação profissional com cursos realizados em parceria com entidade sindical

 

acordo
Ford anuncia acordo com sindicato dos metalúrgicos sobre fechamento da fábrica em São Bernardo. Foto: Divulgação

 

A Ford e o Sindicado dos Metalúrgicos do ABC anunciaram nesta terça-feira (30/04), um acordo com os funcionários que serão dispensados com o fechamento da fábrica de São Bernardo até o fim do ano.

Em comunicado, a Ford informou que os trabalhadores receberão, com o chamado PDI (Plano de Demissão Incentivada), apoio psicológico e requalificação profissional com cursos realizados em parceria com o sindicato.

A fabricante de caminhões no ABCD afirmou que é “possível antecipação do encerramento das atividades de manufatura, a qual depende da negociação com um potencial comprador”.

Quanto às indenizações financeiras aos trabalhadores, a Ford informou que serão decididas com base em condições empregatícias, tempo de trabalho e a possível contratação de um futuro comprador da fábrica.

No comunicado, a empresa ressaltou que as negociações com possíveis compradores da fábrica de São Bernardo continuam. Não se revelou ainda o acordo que permanece em sigilo com a possível compradora. Fala-se que as discussões avançadas são com a Caoa.

Crise

O fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo, que emprega 3 mil funcionários, foi anunciado em fevereiro deste ano. Essa unidade da montadora fabrica caminhões, além do carro Fiesta.

A iniciativa da Ford faz parte da definição de abandonar o mercado de caminhões na América do Sul, para retornar “à lucratividade sustentável de suas operações” na região.

Em 2018, a fabricante produziu apenas 19% dos caminhões e 12% dos carros do total da capacidade instalada na unidade do ABCD.