23 de outubro de 2021

Diadema tem 2 casos de variante Delta, diz Secretaria de Saúde do Estado

Mais visitadas

Prefeito José de Filippi afirmou que vai conversar com Secretária municipal de saúde sobre o assunto

Diadema tem 2 casos de variante Delta, diz Secretaria de Saúde do Estado. Foto: Reuters/Agência Brasil

Diadema  tem dois casos de variante Delta, segundo informou a Secretaria de Estado da Saúde, em nota enviada ao ABCD Jornal . O prefeito José de Filippi Júnior foi questionado sobre o assunto após reunião no Consórcio Intermunicipal do ABC, mas informou que ainda não está ciente do fato e conversar com o comando da secretaria municipal de Saúde.

As variantes Delta, Alpha, Beta e Gamma, são classificadas como “variantes de atenção” pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.

Balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) identificou, até 8 de setembro, 3 casos autóctones de Beta, 36 de Alpha, 1.409 de Delta e 2.050 de Gamma.

“A confirmação ocorre por meio de sequenciamento genético, um instrumento de vigilância, ou seja, de monitoramento do cenário epidemiológico, que não deve ser confundido com diagnóstico, este sim de caráter individual. Portanto, não é necessário, do ponto de vista técnico e científico, sequenciamentos individualizados, uma vez confirmada a circulação local da variante”, informou a Secretaria de Estado da Saúde.

“As medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que é obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra a COVID-19”, completou.

Em nota, a Prefeitura de Diadema informou que ainda não foi notificada. “Assessoria de Imprensa informa que os exames de RT-PCR do município de Diadema são realizados pelo Instituto Adolf Lutz, da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Desta forma, o município não tem autonomia no sequenciamento genético dos exames, que é realizado pelo IAL. Até a presente data (10/09), Diadema não foi informada oficialmente sobre casos da variante Delta em nossa cidade”, afirmou.

Mauá

Houve a informação de que Mauá também teria variante, mas a Prefeitura negou. A Secretaria de Estado de Saúde também não colocou  a cidade na lista enviada ao ABCD Jornal.

“A Prefeitura de Mauá informa que, diferentemente do que foi publicado por meios de comunicação regionais, não há registros oficiais sobre a infecção da variante Delta na cidade. Segundo informações divulgadas, as quais teriam sido confirmadas pelo governo do Estado, Mauá registrou o primeiro caso de infecção por essa nova cepa do coronavírus na região do Grande ABC. Em troca de mensagens por e-mail nesta sexta-feira (10/09), a GVE (Gerência de Vigilância Epidemiológica) de Santo André, responsável pelas sete cidades, confirmou que a paciente reside em Franco da Rocha, não Mauá. É sabido que a variante Delta já circula pela região metropolitana de São Paulo. No entanto, não há registro de infecção em Mauá até o momento”, disse a Prefeitura por meio de nota.

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações