29 de novembro de 2021

Com filas em bancos, prefeitos do ABCD pedem retorno de horário normal

Mais visitadas

Consórcio enviará ofício ao Ministério da Economia e órgãos federais do setor financeiro, pois atendimento reduzido tem gerado aglomerações nas agências bancárias

dívidas
Com filas em bancos, prefeitos do ABCD pedem retorno de horário normal; Caixa é um dos bancos que geram filas. Foto: José Cruz/Agência Brasil)

O Consórcio Intermunicipal Grande ABC enviará ofício ao Ministério da Economia e aos órgãos federais relacionados ao setor financeiro para solicitar o retorno do atendimento normal dos bancos. O pleito foi deliberado nesta sexta-feira (10/09) em assembleia mensal do colegiado de prefeitos, após discussão com representante da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Durante a reunião, o vice-presidente do Consórcio ABC e prefeito de Ribeirão Pires, Clovis Volpi, defendeu a retomada do horário de funcionamento praticado antes do início da pandemia.

“O horário reduzido dos bancos tem provocado filas e aglomerações do lado externo das agências. A retomada do funcionamento é importante para evitarmos essa situação”, afirmou Volpi.

O diretor-ajunto de Operações da Febraban, Walter Faria, que participou da assembleia por videoconferência, explicou que os bancos estão seguindo normas federais, incluindo uma circular do Banco Central (BC) que determinou o período de atendimento ao público durante a pandemia.

Diante da situação, os prefeitos decidiram que o Consórcio ABC encaminhará pedido ao Ministério da Economia para a ampliação do horário de atendimento das agências.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, destacou que essa restrição atual não traz benefício para a população.

“Solicitamos à Febraban o envio de toda a documentação para verificarmos qual a lógica de essas portarias ainda estarem vigentes frente à redução dos números da pandemia. Nosso entendimento é que esse horário reduzido não faz mais sentido e prejudica a população, por isso vamos solicitar a revisão desses horários”, informou Paulo Serra.

Entre os bancos que há reclamações de filas longas estão o Mercantil do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações