5 de agosto de 2021

Crise entre Câmara e Alaíde se agrava e vereadores falam em cidade abandonada

Mais visitadas

 Requerimento protocolado pede convocação da prefeita interina para dar esclarecimentos sobre ações

 

abandonada
Presidente da Câmara, Neycar (centro), e Adelto Cachorrão (lado direito) disseram que cidade está abandonada no que diz respeito à zeladoria. Foto: Gislayne Jacinto

A crise entre a Câmara de Mauá e a prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB), se agravou e alguns vereadores usaram a tribuna na sessão desta terça-feira (12/02) para afirmar que a “cidade está abandonada”. Além disso, criticaram falta de diálogo com o governo e a ausência de um articulador politico do Executivo para fazer a ponte com o Legislativo. O estremecimento na relação do governo interino quando a emedebista passou a demitir em janeiro da Prefeitura os comissionados indicados pelos parlamentares.

A cidade tem vários problemas, entre eles o transporte público, o aumento de passagem, o corte de 50% do passe livre e mudança na integração. Falta água nos bairros, a limpeza é falha e ainda há problemas com o cata bagulho, enfim a cidade está um pouco abandonada e não tem ninguém que possa nos ouvir no governo”, afirmou o presidente da Câmara, Neycar (SD) ao acrescentar que a administração sequer indicou um representante e um líder de governo.

O vereador Adelto Cachorrão (Avante) foi mais longe e apresentou um requerimento que convoca a prefeita interina a dar esclarecimentos aos vereadores sobre a crise financeira e suas ações no governo. O documento deve ser votado na próxima semana. “A cidade está abandonada. O mato está grande. A operação tapa buraco não funciona direito e exite uma crise no abastecimento de água da cidade”, citou Cachorrão.

O vereador Gil Miranda (PRB) criticou a falta de diálogo. “Cheguei a ligar no governo e o recado foi de que a prefeita não atenderá ninguém. Somos cobrados pelo povo nas ruas e não temos respostas”, disse Gil ao citar problemas com a redução na gratuidade no transporte que foi reduzida, falta de água e futuro da integração no transporte público.

O vereador Irmão Ozelito criticou a passarela que existe no centro da Mauá que encontra-se sem iluminação e segurança. O vereador Fernando Rubinelli (PDT) usou a tribuna para falar sobre crise no abastecimento de água.

O vereador Marcelo Oliveira (PT) disse que na próxima semana vai protocolar um pedido de criação de uma comissão de acompanhamento para apurar a falta de água.

Mais publicações

2 COMENTÁRIOS

  1. Crise!?
    Isto o que está acontecendo são sinais claros da omissão proposital e estratégica por parte do atual governo, devido as indefinições da conjuntura municipal, a crise é de má gestão por parte dos eleitos.

    Sobre os vereadores são espertalhões que só pensam no próprio umbigo, cheios de vaidades explícitas, e vícios políticos exacerbados, estes não dão ponto sem nó, só querem encontrar caminhos para forçarem a prefeita em exercício a atender suas demandas, seja em favores que a máquina podem proporcioná-los, ou propondo à ela acordos e trocas de favores, cargos etc…
    Administração, gestão e câmara municipal são coisas heterogêneas… NESTE MOMENTO…
    Tempos difíceis para quem precisa utilizar e depende dos equipamentos públicos..
    Só politicagem rolando!
    Esses vereadores não aprendem mesmo !!!
    Cidade abandonada devido ao abandono de valores.
    Vcs deveriam tomar vergonha na cara,são tão culpados quanto.
    Vereadores hipócritas!!!
    hipócritas!!!

  2. Bom dia Leandro

    Há erros e imprudência política de ambos o lado
    1/ Alaíde deveria, aconselhada pela filha Vanessa q tem vasta experiência política, propor um governo de pacto de governança, haja vista q ainda é interina. Ao indicar parentes p cargos importantes, perde bastante credibilidade.
    2/ A Câmara por outro lado, deveria buscar este pacto, considerando também a crise de instabilidade política da cidade. Ao tratar os temas específicos dos problemas da cidade acabam não indo a fundo nos problemas estruturais. A água é um desses temas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações