15 de maio de 2021

Câmara de São Caetano confirma saída do município do Consórcio

Mais visitadas

Dos 19 vereadores, apenas quatro da oposição votaram contra o projeto de autoria do prefeito José Auricchio Júnior

 

saída
Consorcio já perdeu duas prefeituras desde o ano passado . Foto: Divulgação

 

A Câmara de São Caetano aprovou nesta terça-feira (27/11) a saída do município do Consórcio Intermunicipal do ABC, entidade criada para que as sete cidades da região buscassem soluções conjuntas para a região. Diadema foi a primeira a pedir o desligamento no ano passado e Rio Grande da Serra pode ser a próxima.

Apenas quatro vereadores da oposição (Jander Lira, Chico Bento, Ubiratan Figueiredo e César Oliva) votaram contra o projeto do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB).

O vereador César Oliva (PR) afirmou que se a cidade ficar com dívidas com a entidade corre-se o risco de inviabilizar empréstimos para a cidade, hoje estimado em R$ 100 milhões. “Temos informações que os débitos podem chegar a R$ 2,5 milhões. Esse valor precisa ser confirmado, mas pode gerar problemas para o município”, disse.

Jander Lira (PP) defendeu a questão da regionalidade e acha que o Consórcio é uma forma de encontrar soluções conjuntas para os sete municípios do ABCD. “São Caetano está indo na contramão”.

O vice-líder do prefeito Edsison Parra (PSB) acredita que a fórmula adotada pelo Consorcio não deu certo. “Se a teoria não funciona na prática, não adianta nada. São Caetano desperdiçou muito dinheiro sem ter tido um retorno em investimentos”, disse.

O líder do prefeito, Tite Campanella (PPS, afirmou que no mandato passado foram repassados ao Consórcio R$ 6 milhões. “Esse valor daria para construir três escolas infantis em São Caetano”, concluiu.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações