Bloco da Prevenção leva 500 foliões às ruas de São Bernardo

 Evento organizado pela Prefeitura tem o objetivo de divertir e conscientizar a população sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)

 

bloco da prevenção
Bloco da prevenção agita São Bernardo neste sábado. Foto: Divulgação/PSBC-Gabriel Inamine

 

Ao som de marchinhas de Carnaval, fantasias e muita alegria, cerca de 500 foliões participaram, na manhã deste sábado (23/02), da 10ª edição do tradicional Bloco da Prevenção. O evento é formado por colaboradores das 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e do Programa Municipal de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis – IST/HIV/Aids/Hepatites Virais, com o objetivo de levar às ruas orientações sobre como evitar as doenças e a importância do sexo seguro.

O grupo se reuniu por volta das 9h no entorno da Praça Lauro Gomes, no centro da cidade, e seguiu pela Rua Marechal Deodoro distribuindo preservativos masculinos e folhetos informativos sobre onde e como realizar testes, exames ou acompanhamentos de maneira rápida.

ACEITAÇÃO

A dona de casa, Fátima Santos Lobato, 55 anos, foi surpreendida pelo bloco e aprovou a ação. “Vim para o centro da cidade fazer compras e me deparei com esta festa. Essa conscientização é muito importante”, disse.

Presente na ação, o secretário de Saúde, Geraldo Reple, acompanhou todo o bloco ao lado do diretor do Departamento de Atenção Básica, Rodolfo Strufaldi e da diretora do Departamento de Atenção Especializada, Fatima Sanchez.

O Bloco da Prevenção já é tradição em São Bernardo. Utilizamos a folia do Carnaval para conscientizar as pessoas sobre os perigos da Aids e das doenças infecciosas. Precisamos incentivar o cuidado com a saúde e com o corpo, só assim iremos impedir que os índices das ISTs aumentem cada vez mais”, salientou Reple.

CONSCIENTIZAÇÃO E CUIDADO

Além do bloco, São Bernardo distribui gratuitamente, em média, 1.000.000 preservativos ao ano, em todas as unidades de Saúde. O município também oferece testes rápidos da doença em todas as 34 Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas 9 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e nas Policlínicas (Centro e Alvarenga).

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*