Após confusão, pré-candidato a prefeito em Mauá é detido pela GCM; Veja vídeo

Prefeito Atual Jacomussi diz que fiscal da Prefeitura foi chamada de “burro” e teria havido tentativa de agressão a um guarda

 

 

 

A GCM (Guara Civil Municipal) deteve um pré-candidato a prefeito Mauro Roman nesta terça-feira (04/02) após confusão na feira livre do Jardim Zaíra.

O político estava com uma barraca coletando assinaturas para um abaixo-assinado que pede a instalação de uma delegacia federal na cidade para apurar corrupção.

De acordo com o prefeito Atila Jacomussi, o homem havia sido notificado três vezes de que ele precisava ter autorização para montar a barraca. “Todos os ambulantes têm licença e ele não pode ser diferente. O problema aconteceu porque ele chamou um fiscal da Prefeitura de burro e ainda tentou agredir um guarda municipal”, disse o prefeito.

 

Pré-candidato a prefeito monta barraca em vários pontos da cidade para elaborar um abaixo assinado. Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

A Prefeitura emitiu uma nota e informou que houve a detenção do homem, porque ele atuava de maneira irregular, montando uma barraca na feira sem autorização e ocupando espaço de outros feirantes que recolhem taxas e tem suas licenças.

“Ele que já havia sido advertido e notificado em ocasiões anteriores, pelo menos três vezes. O homem apresentou comportamento agressivo, desacatando autoridades e fiscais, e em seguida partido para agressões físicas. O mesmo foi imobilizado e conduzido à delegacia Sede da Polícia Civil em Mauá. Apurações iniciais apontam que o homem teria histórico de problemas psiquiátricos e a Secretaria de Saúde irá acompanhar”, concluiu nota.