Alunos de Sto.André convivem com reforma durante aula e Sindserv critica

Mais visitadas

Para entidade sindical, falta planejamento; Prefeitura afirma que há um cronograma, mas que as chuvas atrapalharam conclusão de algumas obras

retroescavadeira no pátio da Emeief Julio Nunes
Retroescavadeira está no pátio da escola Julio Nunes e educadora reclama de barulho durante período de alua. Foto: Divulgação/Sindserv

O Sindiserv (Sindicato dos Servidores Públicos) critica a Prefeitura por manter reforma de escola durante período de aulas. Segundo o diretor da entidade sindical, Rodrigo Gomes, os alunos têm de conviver com barulhos e poeira.

“A falta de planejamento e organização da Prefeitura de Santo André nas reformas das unidades escolares continua. Esse é o caso da Emeief Julio Nunes que depois de ter ficado fechada para reforma, desde 8 de fevereiro,  os alunos retomaram as aulas mesmo em meio a entulhos, escavadeira e muita sujeira nesta quinta-feira “, informou.

A diretora do Sindserv Santo André, a professora Mirvane Dias, também visitou escolas em reforma. “A Prefeitura teve dois anos de pandemia para fazer as reformas nas unidades escolares, mas resolveu fazer tudo agora e sem planejamento”, disse.

De acordo com o Sindserv, uma das educadoras da Emeief Julio Nunes usou um canal do sindicato para reclamar da situação. “O barulho está insuportável. A escavadeira está no meio da escola, porque o pátio enche de água e estão arrumando. Agora resolveram fazer com a gente aqui dentro e com as crianças. É muito desumano”, disse a  educadora ao Canal de Denúncias do Sindserv.

escola em meio a reformas
Alunos retomaram as aulas mesmo em meio a entulhos, escavadeira e muita sujeira, critica sindicato. Foto: Divulgação/Sindserv

Cronograma

A Prefeitura de Santo André informou que possui um programa de manutenção permanente das escolas municipais, o Escola em Dia, iniciativa que faz parte do Qualieducação e foi lançada em agosto do ano passado. Segundo a administração, o programa, que já realizou obras em mais de 80% da rede, conta com três vans equipadas e profissionais especializados para realizar intervenções preventivas e corretivas nas mais de 100 escolas municipais da cidade.

De acordo com a Prefeitura, o cronograma do programa previa intervenção em 34 unidades escolares para o período de férias e os serviços foram programados de acordo com a necessidade de cada unidade escolar. Entre os serviços programados estão: revisão ou troca de telhado, pintura, piso vinílico, reforma da cozinha, playground, banheiros, reforma da quadra, entre outros.

“Devido à grande incidência de chuva no mês de janeiro, houve prejuízo na execução de alguns serviços, principalmente nas escolas com problemas de cobertura. Por este motivo seis unidades ainda estão passando por intervenções, entre eles a Emeief Júlio Nunes Nogueira. Nesta unidade estão sendo realizadas obras de conserto na cobertura da área do refeitório e intervenções de drenagem na área do estacionamento que alagava quando chovia”, justificou a Prefeitura sobre as obras em andamento durante o período letivo.

Ainda segundo a administração, a área que passa por intervenções na Emeief Júlio Nunes Nogueira está isolada e as equipes estão trabalharam neste sábado (26/02) e também vão atuar nesta segunda (28/02) e na terça (1º/03) para adiantar a obra, que envolve ampliação do duto de coleta da água pluvial. A previsão de entrega é de 15 dias.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações