11 de abril de 2021

Alex Manente sai em defesa de Orlando Morando e ataca PT

Mais visitados

Deputado federal, por meio de suas redes sociais, criticou o Partido dos Trabalhadores, que tentou impedir que o atual prefeito divulgue o Cartão Merenda, programa de benefício aos alunos nesta pandemia

Deputado federal Alex Manente, por meio de suas redes sociais, criticou o Partido dos Trabalhadores, que tentou impedir que o atual prefeito divulgue o Cartão Merenda.  Foto: Reprodução/Redes Sociais

 

O deputado federal pelo Cidadania e com domicílio eleitoral em São Bernardo, Alex Manente, por meio das redes sociais, atacou o PT nesta quarta-feira (15/07) por tentar impedir que o prefeito Orlando Morando divulgue o Cartão Merenda, programa que tem sido fundamental no auxílio aos pais e alunos da rede municipal de Educação na compra de alimentos.

A medida foi criada de maneira emergencial pela Prefeitura em abril e passou a creditar mensalmente o valor de R$ 85 para a compra de produtos alimentícios. Já foram despendidos R$ 30 milhões em investimentos para o benefício que atinge os 82 mil estudantes matriculados no município.

O PT de São Bernardo ingressou na Justiça para barrar essa divulgação. No entanto, saiu derrotado. A conclusão ainda apontou que a medida era importante para este momento.

Em vídeo gravado no bairro D.E.R, Manente detalha a importância solidária e da abertura de recursos auxiliares para todas as classes. “Em Brasília, trabalhamos pelo auxílio de R$ 600 e aqui em São Bernardo, o prefeito Orlando Morando trabalhou por este Cartão Merenda, para gerar renda aos pais”, e atacou: “A Justiça não permitiu esse absurdo. O PT só pensou em eleições”, disse Alex.

No mês passado, o parlamentar destinou R$ 6,5 milhões em emenda para a Prefeitura de São Bernardo utilizar em aporte das ações de combate ao coronavírus.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações