Ailton Lima anuncia Aidan como vice e coordenador de sua campanha

Ex-vereador diz que experiência de ex-prefeito o ajudará a passar para o segundo turno das eleições deste ano

 

Pé-candidato a prefeito Ailton Lima diz que experiência de ex-prefeito Aidan Ravin o ajudará a passar para o segundo turno das eleições deste ano. Foto: Gislayne Jacinto

O pré-candidato a prefeito de Santo André pelo PSB, Ailton Lima, anunciou nesta quarta-feira (12/02), que o ex-prefeito Aidan Ravin (Podemos) será o seu vice-prefeito nas eleições deste ano. Ailton afirmou que a dobradinha o levará para o segundo turno tendo em vista que Aidan tem um eleitorado fiel pelo que ele já fez na cidade e também como médico.

Aidan deve deixar o Podemos. Ele tem convite de cinco partidos e ainda nesta semana anunciará a nova legenda. Ocorre que o Podemos vai se aliar ao prefeito Paulo Serra (PSDB), que disputará a reeleição.

“Fizemos uma pesquisa de sentimento na cidade e entendemos que uma chapa com eu me colocando como pré-candidato a prefeito e ele vice isso vai ser fundamental, isso nos consolida no segundo turno para fazer realmente um debate frente a frente com o atual governo que está vendendo uma imagem de que está tudo bem, mas sabemos que não. São muitos problemas, principalmente na área da saúde”, disse Ailton Lima durante a coletiva concedida à imprensa na tarde desta quarta-feira.

Ao ser questionado porque desistiu de ser candidato a prefeito, Aidan afirmou que isso não estava em seus planos. “Não houve desistência, pois eu nunca me coloquei como candidato. Eu sempre aguardei para que pudéssemos conversar e ver a melhor saída. Eu saí candidato (em 2016) e não tive sucesso, estava em primeiro lugar (nas pesquisas) na última eleição, um ano e oito meses, e no finalzinho teve a virada do 45 com o Doria e aconteceu isso no ABC inteiro. Não foi uma desistência, houve uma construção”, afirmou Aidan ao ressaltar que sua mulher, Denise Ravin, disputará uma cadeira de vereadora neste pleito.

Ataques

 

Pré-candidata a prefeita pelo PT, Bete Siraque., questionou o prefeito na sessão desta terça, sobre investimento na área de drenagem, mas adversários dizem que bancada do PT se calou durante os três anos deste governo

 

Tanto Aidan quanto Ailton Lima fizeram críticas ao governo de Paulo Serra e ao PT, que lançará a vereadora Bete Siraque como candidata a prefeita. “Eu posso falar, pois estava nesse governo, participei por um ano e dois meses, tinham pessoas que na verdade fazem parte do mesmo bloco dessa aliança PT-PSBD que começou no governo do ex-prefeito do PT Carlos Grana e segue na gestão Paulinho Serra”, disse o ex-vereador.

Ao ser indagado sobre a postura de Bete Siraque que fez um enfrentamento ao prefeito durante uma visita que o chefe do Executivo realizou à Câmara nesta terça-feira (11/02), questionando principalmente a falta de investimentos do atual governo no setor da drenagem,  Aidan afirmou que  que a bancada do PT ficou três anos “calada” diante dos problemas da cidade, e que Bete Siraque  “só se movimentou contra o atual prefeito após lançar sua pré-candidatura”.

Para o ex-prefeito, houve pautas polêmicas como a entrega dos serviços de água e esgoto para a Sabesp e os questionamentos da bancada do PT teriam sido mínimos, em sua avaliação.

Quanto ao atual governo, Aidan disse que Paulo Serra gasta muito com propaganda e deixa de investir em drenagem, e isso tem provocado  alagamentos na cidade quando as chuvas caem com intensidade.

Outro lado

Ao ser indagado sobre como encarou essa dobradinha de Ailton Lima com Aidan, o prefeito Paulo Serra afirmou que vai tratar do processo eleitoral somente quando chegar o período destinado para isso. “Não encaro (essa chapa) de forma nenhuma, pois a minha prioridade é trabalhar pela cidade. Vou me preocupar com eleição quando chegar o processo eleitoral, enquanto isso, a gente cuida da cidade, eles ficam fazendo acordos e conchavos. Da nossa parte, vamos continuar trabalhando”, finalizou o prefeito.

 

 

1 Comentário

  1. Paulo Serra prefeito pintor passou toda sua fraca gestão sem oposição. Tem até secretário de saúde réu em esquema de corrupção e ninguém criticou ou combateu? Será que todos se venderam?

Comments are closed.