Zona Azul de São Bernardo será 100% digital a partir de 2 de janeiro

Prefeito Orlando Morando assinou uma concessão à empresa Estapar, que pagará uma outorga de R$ 18,5 milhões ao município para explorar o serviço de estacionamento rotativo

 

Haverá um aplicativo Vaga Inteligente e os usuários poderão pagar, renovar e regularizar o tíquete até o tempo máximo permitido. Foto: Divulgação/PSBC

A Zona Azul de São Bernardo será 100% digital a partir de 2 de janeiro. A concessão foi assinada nesta segunda-feira (04/11) e terá validade de dez anos, prorrogável pelo mesmo período. Os valores do estacionamento rotativo não mudarão. A hora custará R$ 2.

Haverá um aplicativo Vaga Inteligente e os usuários poderão pagar, renovar e regularizar o tíquete até o tempo máximo permitido, que é de duas horas.

Esse App contará com a função GPS e permitirá ao motorista localizar onde o carro está estacionado. Ainda é possível configurar um alerta que informa o período de vencimento do tíquete. A compra dos créditos pelo aplicativo Vaga Inteligente poderá ser feita com cartão de crédito. Além do aplicativo, haverá a instalação de alguns terminais na cidade.

A vencedora da licitação é a empresa Estapar, que pagará ao município em forma de outorga R$ 18,5 milhões. O contrato estabelece que empresa faça a instalação, manutenção e conservação da sinalização vertical (placas) e horizontal (pintura do solo), além da ampliação gradativa do estacionamento rotativo.

De acordo com o diretor da Estapar, Adelcio Antonini, as vagas que hoje somam 2.884 subirão para 4,6 mil, distribuídas pela cidade, no Centro e nos bairros  Rudge Ramos, Vila Duzzi, Baeta Neves, Jardim do Mar, Chácara Inglesa e Vila Marlene. Em todas as regiões haverá a garantia do uso de vagas de idoso e deficiente, conforme prevê a legislação.

O prefeito Orlando Morando informou que os 110 jovens que trabalham no estacionamento rotativo terão prioridade na contratação de funcionários da que será feita pela Estapar. Os adolescentes são ligados à Fundação Criança, uma autarquia de São Bernardo.

“Os que não forem aprovados na seleção da empresa, a Prefeitura dará um curso profissionalizante de 60 dias e dará uma bolsa no valor de R$ 400, a ser pago pela Fundação Criança”, afirmou Orlando Morando.

O prefeito acrescentou que apesar da concessão, a empresa repassará ao município 5% de seu faturamento, um total estimado em R$ 18 milhões por ano. Atualmente, o município arrecada R$ 600 mil por mês com o estacionamento rotativo.

“Com a concessão passaremos a adotar um sistema rotativo 100% digital, deixando de utilizar o talão para o estacionamento. O talão de papel está ultrapassado. Esse novo modelo digital virá para facilitar a vida das pessoas que não terão mais necessidade de ficar se deslocando para a compra de créditos”, disse o prefeito.

Segundo o diretor da Estapar, Adelcio Antonini, a partir deste mês, a nova concessionária já passará a atuar com a Prefeitura no processo de transição do sistema, incluindo, a divulgação das plataformas. Antonini antecipou que o atual sistema será aceito até o início de 2020. “Em janeiro, quando assumirmos a operação, ainda aceitaremos o uso dos talões vigentes”.

 

Prefeito Orlando Morando assinou uma concessão à empresa Estapar, que pagará uma outorga de R$ 18,5 milhões ao município para explorar o serviço de estacionamento rota. Foto: Divulgação/PSBC-Omar Matsumoto