Virada Cultural de São Bernardo reúne mais de 5 mil pessoas

 Múltiplas atrações foram realizadas no último fim de semana na Câmara de Cultura e Biblioteca Monteiro Lobato

 

Múltiplas atrações foram realizadas no último fim de semana na Câmara de Cultura e Biblioteca Monteiro Lobato. Foto: Divulgação/PSBC

 

Quem esteve neste fim de semana (14 e 15/9) em São Bernardo pôde conferir a Virada Cultural, ação promovida pela Secretaria de Cultura e Juventude da cidade. Durante 24 horas, mais de 5.000 pessoas compareceram nas 30 atividades na Câmara de Cultura Antonino Assumpção e Biblioteca Monteiro Lobato. Entre as ações, música, teatro e eventos para os públicos nerd e geek.

Democrático e inclusivo, o evento abriu espaço para a música em seus diversos estilos, com jazz, rockabilly e a Orquestra de Viola Caipira, que transformou a Câmara de Cultura numa roda aberta para violeiros, tendo 13 inscrições de duplas ou grupos. Rebeca Canhestra e Raissa Lopez participaram da Noite LGBTI+ e trouxeram em suas músicas autorais muita sensibilidade e fortaleza, tocando ao som de violão e voz.

Outro destaque foi a apresentação do Coral Infanto Juvenil e das oficinas culturais, com dança, música, performances e peças teatrais, como Circo e História e A Floresta Encantada, encenadas por crianças do Centro Cultural Lázaro Pinto de Azevedo, no Taboão.

“O principal objetivo foi alcançado, promoção cultural pelos nossos equipamentos, com as mais diversificadas atividades. Estamos trabalhando neste conceito e o resultado vem melhorando a cada edição”, comentou o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando.

Já a Biblioteca Monteiro colocou o diálogo e a leitura no centro de todas as atividades. Com atrações diversas, a temática desta edição foi Multiverso e envolveu crianças, jovens e adultos que se encontraram para conversarem sobre livros, quadrinhos e mangás.

O público também pôde participar de oficinas de games, robótica e dobraduras, desfilaram de cosplays, ouviram, cantaram histórias e músicas que estimularam a imaginação e criatividade. O ponto alto do evento foi o Encontro de Bateristas, com os professores Maurício Leite e Mario Gaiotto, que reuniu 10 profissionais, bem como o encerramento com o cortejo e a música do Batucantante.

Além disso, durante 24 horas os participantes puderam desenvolver e compartilhar modelos e propostas inovadoras para a cidade com o caso do Bootcamp Smart Cities. Três casos foram sugeridos, sendo um de acessibilidade com pontos de ônibus inteligentes, outro para a segurança da mulher que anda sozinha e de interação social via jogos de RPG.

Para o secretário de Cultura e Juventude, Adalberto Guazzelli, foi um fim de semana produtivo, já que jovens e adultos puderam participar de atrações diferenciadas. “Estamos democratizando o acesso e formando o público, que acompanharam as diversas atividades em nossos espaços”, disse.

Durante todo o evento, barracas de empreendedores da economia criativa ofereceram opções para todos, desde porções de torresmo a coxinha de jaca.