11 de abril de 2021

Vídeo cita vereador de Sto.André distribuindo frutas e caso vai parar na polícia

Mais visitados

Entrega durante pandemia do Coronavírus foi feita em meio à aglomeração de pessoas; Toninho de Jesus atribui citação de seu nome a adversários políticos

 

 

Um vídeo que circula nas redes sociais desde sábado (04/04) cita o vereador de Santo André Toninho de Jesus (PSL) como sendo o organizador de uma entrega de frutas a moradores da comunidade Morro do Kibon. Sem qualquer tipo de higiene e em meio a uma aglomeração de pessoas, os produtos foram distribuídos em plena pandemia de Coronavírus.

O vereador nega que tenha mandado distribuir as frutas e levou o caso à Polícia, onde  registrou um BO (Boletim de Ocorrência) como calúnia, às 11h26 deste domingo (05/05). De acordo com o parlamentar, são adversários políticos que querem prejudicá-lo.

“É um adversário que está tentando me prejudicar. Já fiz boletim de ocorrência. Não tenho conhecimento dessa distribuição e também não foi ninguém do meu pessoal. Não autorizei nada disso. Nem estou em Santo André estes dias. Também fui surpreendido ontem à noite com esse vídeo nas redes sociais. Praticamente já seu quem é e estou tomando providência jurídicas contra essas pessoas”, afirmou Toninho de Jesus que não quis revelar nomes.

A Prefeitura de Santo André foi procurada para se posicionar sobre ao assunto por conta da aglomeração de pessoas durante essa pandemia da Covid-19 e emitiu uma nota.

Leia a íntegra:

“A Prefeitura de Santo André informa que esta ação de distribuição de frutas não é uma iniciativa da administração municipal.

Destacamos que a única distribuição de alimentos feita pelo Executivo refere-se ao programa Merenda em Casa, que assiste alunos das creches (municipais e conveniadas), Emeiefs (Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental) e EJA (Educação de Jovens e Adultos). As crianças recebem um kit contendo arroz, feijão, açúcar, macarrão, biscoito salgado e de maisena, além de maçã, batata, cenoura e chuchu.

É uma medida para garantir a segurança alimentar dos alunos neste período de quarentena, entregue nas casas ou disponibilizadas para retirada na própria unidade escolar, respeitando os protocolos de segurança, que preconizam o uso de máscara, luvas, assepsia com álcool em gel 70% e o distanciamento de 1,5 metro de segurança.

Sabemos que há muitas entidades, igrejas e pessoas da sociedade civil mobilizadas e solidárias às pessoas em vulnerabilidade social. Muitas dessas estão fazendo, por conta própria, a distribuição de alimentos e cestas. E, na ânsia de ajudar a combater a fome, acabam colocando as pessoas em outro risco, que é o de contaminação pelo novo coronavírus.

Estamos, na medida do possível, orientando a todos sobre os protocolos de segurança. A Prefeitura está realizando campanhas educativas sobre o coronavírus, com carros de som passando pelas ruas da cidade, alertando a população sobre a necessidade de isolamento social, além de toda a comunicação feita pelas nossas redes oficiais”.

 

Entrega de frutas é feita durante pandemia do Coronavírus; fato causou aglomeração de pessoas. Foto: Reprodução/Vídeo

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações