Vereador pede a Paço de Sto.André que libere GCMs na perseguição a motos

Mais visitadas

Guardas municipais estão sendo notificados para não fazer acompanhamentos em ocorrências com motocicletas; em caso de descumprimento serão punidos

vereador Rodolfo Donetti
Rodolfo Donetti protocolou documento no Paço pedindo arquivamento de norma que proíbe guardas de perseguirem motos em ocorrências. Foto: Divulgação

 

O vereador de Santo André Rodolfo Donetti disse ter protocolado no Paço Municipal documento no qual pede à Secretaria de Segurança da cidade que reveja a norma que proíbe os GCMs (Guardas Civis Municipais) de fazerem perseguições a motos na cidade. A proibição causou indignação na categoria e também no parlamentar que é policial militar da há 20 anos.

“Nós sabemos que os que praticam roubos e furtos usam muito as motocicletas, porque é um deslocamento muito fácil e muito ágil. Então, eles usam esse tipo de veículo para poder se deslocarem. Então, eu me compadeci diante desse cenário e estou pedindo o arquivamento desta normativa de 2010. E eu também vou solicitar à Secretaria de Segurança do município para esclarecer essa notícia que não condiz com a realidade. É importante a gente mencionar também que a nossa Guarda Municipal, a GCM, é  a nossa força de segurança aqui do município e que nós devemos sim valorizá-la é parabenizá-la pelo trabalho que faz aqui no nosso município com muita maestria, com profissionalismo, ajudando muito na segurança”, afirmou.

Donetti disse ainda que quando atuava nas ruas como policial militar também recebeu uma ordem dessa natureza e também se indignou.

“Em 2015, quando eu estava na ativa na polícia militar do Estado de São Paulo, nós recebemos um comunicado que não poderíamos mais perseguir motocicletas em fundada suspeita. Achei absurdo e fiquei indignado. O policiais que gostam de trabalhar ficaram totalmente tristes e cabisbaixos, porque a nossa função é de proteger o cidadão de bem, é trabalhar em prol de uma sociedade tranquila e calma. Nós sabemos que na prática de  roubos e furtos os criminosos, em sua grande maioria, se deslocam, com motos”, afirmou.

Vereador Rodolfo Donetti
Vereador Rodolfo Donetti é policial militar da reserva e defende atuação das GCMs no acompanhamento a motocicletas. Foto: Divulgação

Orientação da Corporação aos GCMs

O ABCD Jornal publicou reportagem na semana passada na qual informou que os GCMs (Guardas Civis Municipais) estão proibidos de fazer perseguições a motos, inclusive, alguns agentes já  receberam “termos de orientação” para que não façam acompanhamentos de ocorrências  envolvendo esse tipo de veículo. O não cumprimento desta norma pode causar ao agente sanção disciplinar, sendo a pena prevista de suspensão de seis a 15 dias.

Os documentos de orientação aos guardas dizem que “é expressamente proibida tal perseguição com base na instrução normativa 004/2010”, inclusive em casos de flagrante.

“A Prefeitura de Santo André esclarece que a perseguição é proibida por colocar em risco a integridade física dos GCMs e de terceiros não envolvidos em ocorrências. O cerco por medida técnica é o mais indicado, quando o guarda, por meio do visual, vai informando as localizações precisas para que seja possível realizar o bloqueio e abordagem por outros meios, utilizando viaturas, por exemplo. Se opta, portanto, sempre pelo cerco e não pela perseguição”, afirmou a nota da administração.

GCMs de Santo André
GCMs de Santo André estão proibidos de perseguirem motos em ocorrências. Foto: Divulgação/PSA-Julio Bastos

 

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações