25 de junho de 2021

Transportadores escolares entregam 1,9 mil cestas básicas em ação de Sto.André

Mais visitadas

Profissionais selecionados pela Prefeitura recebem pagamento proporcional à quantidade de kits entregues; auxílio financeiro pode chegar a R$ 1 mil

Transportadores escolares entregam 1,9 mil cestas básicas em ação de Santo André. Foto: Divulgação/PSA-Helber Aggio

Os transportadores escolares de Santo André já realizaram a entrega de 1,9 mil cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade, causada pela pandemia da Covid-19. Os itens que estão sendo distribuídos foram arrecadados na campanha Santo André Solidária, iniciativa do Fundo Social de Solidariedade.

Os transportadores escolares de Santo André foram selecionados por meio de edital de chamamento, são remunerados pela entrega dos kits de alimentação e recebem pagamento proporcional à quantidade de cestas entregues. Este valor pode chegar a até R$ 1.000. Para desempenhar a função, os profissionais precisam obrigatoriamente ser cadastrados na cidade, ou seja, atuar como permissionários autorizados pela SATrans.

“Com a campanha Santo André Solidária vamos garantir que o alimento chegue na mesa da nossa gente nesse momento difícil”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

A entrega dos kits de alimentação pelos transportadores escolares é uma parceria do Fundo Social de Solidariedade com a SATrans, Secretaria de Mobilidade Urbana e Secretaria de Desenvolvimento e Geração de Emprego, e visa atender a população em vulnerabilidade econômica causada pela pandemia, além de dar suporte financeiro a esta categoria de profissionais também impactada nos últimos meses.

A campanha Santo André Solidária arrecadou até o momento mais de 300 toneladas de alimentos, além de 40 mil itens como cobertores, roupas, agasalhos e brinquedos doados pela população.

Auxílio – Desde o ano passado, a SATrans vem garantindo o suporte aos transportadores escolares com diversas medidas para redução de impactos causados pelo novo coronavírus, com a distribuição de mais de 2.500 cestas exclusivamente para escolares e monitores.

Além disso, a autarquia prorrogou por um ano o prazo para substituição dos veículos escolares que completam 15 anos de fabricação e também estendeu o vencimento dos alvarás, que seriam renovados entre os meses de março e dezembro de 2020, isentando os permissionários do custo da taxa de renovação e vistoria técnica.

A SATrans autorizou ainda que condutores auxiliares possam trabalhar em substituição ao permissionário escolar, para realização de cursos e treinamentos durante o período de pandemia. Uma concessão de empréstimo com juros reduzidos também foi viabilizada com o banco Sicoob.

A cidade de Santo André tem 416 permissionários autônomos no transporte escolar, além de dez condutores de escolas particulares.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações