Servidores de Santo André rejeitam proposta de reajuste

Prefeitura quer fazer reposição de forma parcelada e categoria, além de aumento, reivindica abono para compensar perdas

 

Prefeitura quer fazer reposição de forma parcelada e categoria, além de aumento, reivindica abono para compensar perdas. Foto: Divulgação

 

Os funcionários públicos de Santo André rejeitaram em assembleia no Sindicato dos Servidores Públicos a proposta da Prefeitura para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho. O Sindserv Santo André protocolou  junto à Administração a retomada da mesa de negociação.

O Governo de Paulo Serra (PSDB) quer parcelar o reajuste salarial em duas vezes, sendo 2,55% retroativo a 1º de maio de 2019 e 2,55% em fevereiro de 2020.

O diretor do Sindiserv Rodrigo Gomes disse que em caso de parcelamento os  servidores reivindicam que o governo Paulo Serra pague um abono salarial também. “A Administração havia sinalizado um abono, mas recuou na proposta”.

A data base do funcionalismo andreense é 1º de maio e estão em Campanha Salarial cerca de 15 mil servidores da ativa e aposentados.

1 Comentário

Comments are closed.