18 de setembro de 2021

São Caetano é a cidade que mais vacina contra o coronavírus no Estado

Mais visitadas

Painel com ranking lançado pelo governo de Doria vai medir alcance de campanha em 645 municípios e identificar soluções para uniformizar ritmo de imunização no estado

 

Painel com ranking lançado pelo governo de Doria vai medir alcance de campanha em 645 municípios e identificar soluções para uniformizar ritmo de vacinação no estado. Foto: Divulgação

 

O Governador João Doria apresentou nesta sexta-feira (12/02) o ranking das dez cidades do estado mais avançadas na vacinação contra o coronavírus. A lista compara as médias de imunização de acordo com a população total de cada município e, nas próximas semanas, será ampliada para referenciar soluções, assegurar transparência e uniformizar a velocidade da campanha nas 645 cidades de São Paulo. o ranking municipal, que inicialmente só foi aplicado a cidades com mais de 100 mil habitantes, São Caetano do Sul tem a campanha mais veloz até o momento, com 8,1% da população local vacinada. A seguir, estão Catanduva (7,2%), Botucatu (7%), Barretos (6,3%), Santos (5,8%), São José do Rio Preto (5,7%), Jaú (5%), Araçatuba (5%), Araraquara (4,9%) e Marília (4,8%).

“É uma forma de incentivar a vacinação e o bom trabalho que, na sua expressiva maioria, Prefeitas e Prefeitos do estado de São Paulo vêm realizando na vacinação”, afirmou Doria. O Governador também lembrou que a campanha em São Paulo atende às recomendações do PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde.

O painel é uma ação integrada da Secretaria de Estado da Saúde aos dados fornecidos pelas Prefeituras à plataforma Vacivida, criada pelo Governo de São Paulo para monitorar a imunização em tempo real. Segundo dados do Vacinômetro às 13h desta sexta, a campanha iniciada no dia 17 de janeiro já alcançou mais de 1,3 milhão de pessoas, o equivalente a 2,8% dos 44,6 milhões de habitantes do estado.

O Governo do Estado vai atualizar o ranking semanalmente. Usando dados demográficos da Fundação Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), a meta é integrar o novo painel ao Vacinômetro nas próximas semanas e permitir consultas específicas por faixas etárias e média de vacinados a cada 100 mil habitantes.

Os recortes vão permitir a identificação tanto de gargalos locais que atrasam a vacinação como os cenários municipais em que a imunização é mais rápida. Com os dados, a Secretaria da Saúde vai poder orientar as Prefeituras a solucionar problemas e apontar medidas bem-sucedidas em outras localidades para dar celeridade à campanha.

“Os municípios recebem suas grades de vacina e, proporcionalmente [à população], vacinam. Esse registro é fonte da plataforma Vacivida. Mais uma vez, gostaria de lembrar a todos os gestores municipais a importância de registrar cada dose aplicada, nominalmente, na plataforma Vacivida”, reforçou Regiane de Paula, Coordenadora de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde.

Os dados gerais da vacinação no estado e individualizados por município podem ser consultados no Portal do Governo de São Paulo, no link vacinaja.sp.gov.br/vacinometro/. O gráfico com o ranking divulgado nesta sexta pode ser obtido no link issuu.com/governosp/docs/munic_pios_que_mais_vacinaram.

Dados de São Caetano

Até esta quinta-feira (11/02), o município já havia aplicado 13.336 doses, o que corresponde a 8,2% da população, entre profissionais de Saúde, idosos acima de 85 anos, pessoas acamadas, asilados em Instituições de Longa Permanência (ILPIs), além de coveiros e funcionários de funerárias e cemitérios. Estratégia que eleva São Caetano ao topo entre as 645 cidades de São Paulo – é o único município da Região Metropolitana entre os dez que mais vacinaram.

“No início de janeiro já estávamos com o nosso plano estratégico de cobertura vacinal contra a covid-19 todo organizado. Disponibilizamos uma plataforma para agendamento de horários, datas e locais, o que facilitou a organização e evita aglomeração de pessoas”, explica a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone.

A organização permite que a cada carga de vacinas recebida, a cidade inicie imediatamente a imunização dos grupos. As pessoas podem optar em receber a dose no sistema drive thru ou nas unidades de saúde. “Finalizaremos essa semana a imunização das pessoas com 85 anos ou mais, e seguimos aplicando a segunda dose da CoronaVac aos profissionais linha de frente dos hospitais públicos e privados. Aos poucos, vamos ampliando nosso atendimento com a intenção de vacinar toda população acima de 18 anos, assim que os laboratórios liberarem a compra de vacinas”, antecipa Regina.

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações