São Caetano aumenta valor do Auxílio Transporte Escolar em 30%

 Valor subirá de R$ 100 para R$ 130 e inscrições começam na segunda-feira

 

transporte escolar
São Caetano aumenta valor do Auxílio Transporte Escolar em 30%. Foto: Divulgação/PSCS

 

 

O prefeito em exercício de São Caetano, Beto Vidoski (PSDB), sancionou nesta quinta-feira (23/05) a lei que aumenta o valor do Auxílio Transporte Escolar em 30%. O valor vai de R$ 100 para R$ 130 por mês. Os alunos terão uma semana para fazer as inscrições a partir da próxima segunda-feira (27/05) até 3 de junho. Esse é um aumento representativo e necessário, que foi possível graças ao ajuste das contas da Prefeitura”, disse Vidoski.

O texto, de autoria do prefeito José Auricchio Júnior (que retorna de licença no dia 29 de maio) foi aprovado por unanimidade pela Câmara nesta semana.

O auxílio, concedido no âmbito do Programa ProFamília, beneficia cerca de 1,5 mil estudantes, mas pode aumentar este ano. Todos recebem o valor por depósito na conta bancária do responsável pelo aluno, a exemplo do que é feito com o Auxílio Uniforme Escolar. Com o valor depositado pela Prefeitura, o aluno beneficiado pode contratar o transportador entre os prestadores de serviço particulares cadastrados pela Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana).

O secretário de Educação, Fabrício Coutinho, informou que as inscrições poderão ser feitas a partir da próxima segunda-feira (27/5). O secretário afirmou que o valor ideal seria de R$ 160 a R$ 170, mas o momento não permitiria atingir esse valor já que o reajuste foi de 30%. “O benefício será pago em dez parcelas, retroativas ao mês de março”, afirmou o secretário ao acrescentar que as inscrições podem ser feitas pelo site da Prefeitura.

Podem receber o Auxílio Transporte Escolar alunos da Educação Infantil ou do Ensino Fundamental (1° ao 9º ano) da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul. Para ter direito ao benefício, o aluno deve ser morador da cidade há, pelo menos, dois anos; estar situado a uma distância de, no mínimo, 1.500 metros da escola, e ter frequência mínima de 75% às aulas. A renda familiar bruta não deve ultrapassar oito salários mínimos.

DEMANDA ATENDIDA

A presidente da Associação dos Transportadores Escolares de São Caetano do Sul, Virgínia Mara Perozzi, que representa 181 transportadores cadastrados pela Prefeitura, disse que o aumento do valor era uma demanda da categoria.