13 de agosto de 2022

São Caetano aprova projeto que garante bolsa auxílio aos alunos

Mais visitadas

Programa Toda Força ao Estudo, de autoria do prefeito Auricchio, visa incentivar a permanência e o engajamento dos alunos nos estudos

presidente da Câmara Tite Campanella
Câmara de São Caetano aprova Programa Toda Força ao Estudo e dispõe o pagamento de bolsa auxílio estudantil. Foto: Divulgação

A Câmara de São Caetano aprovou neta terça-feira (07/06), em segunda discussão, os Projetos de Lei do prefeito José Auricchio Júnior que institui o Programa Toda Força ao Estudo e dispõe sobre o pagamento de Bolsa Auxílio de Permanência Estudantil e também o projeto que dispõe sobre a Política Pública de Assistência Social do município.

O intuito do Projeto de Lei aprovado sobre o Programa Toda Força ao Estudo é incentivar a permanência e o engajamento dos alunos nos estudos com a implementação do Bolsa Auxílio de Permanência Estudantil, que será destinado somente aos estudantes que estejam regularmente matriculados na rede pública municipal, identificados pelas Secretarias Municipais de Educação e Inclusão Social como parte de programas de combate à pobreza e desigualdade.

O auxílio irá colaborar nas necessidades básicas dos educandos com o intuito de incentivar a permanência junto com o compromisso perante os estudos, adquirindo produtos mínimos necessários para garantir permanência escolar, como reforço na alimentação e na saúde.

Já o Plano Municipal de Assistência Social que também foi aprovado é um instrumento de planejamento estratégico que contempla propostas para execução e o monitoramento da política de assistência social em São Caetano e tem como objetivo garantir a proteção social aos cidadãos, dando apoio à indivíduos, famílias e à comunidade no enfrentamento das suas dificuldades, por meio de serviços, benefícios, programas e projetos.

Outro projeto aprovado em segunda discussão foi sobre o desembarque noturno de mulheres usuárias do transporte público coletivo na cidade, de autoria do vereador Jander Lira (PSD), que tem como intuito reduzir a vulnerabilidade das mulheres que usam o transporte público, permitindo que elas escolham o local de desembarque, dentro do itinerário do ônibus.

Em primeira discussão e votação únicas, o Projeto de Resolução, da Mesa Diretora foi aprovado, alterando alguns dos artigos do regimento interno da Câmara Municipal, com o objetivo de regulamentar os termos do Regimento Interno da Casa evitando conflito com a Lei Orgânica do Município.

 Posse

Com o pedido de licença por 120 dias do vereador Pio Mielo (PSDB), tomou posse o suplente e agora vereador Olyntho Voltarelli (PSDB). “É uma honra estar novamente na Câmara. Trago aqui objetivamente meu respeito, trabalho e responsabilidade para exercer meu mandato”, disse Olyntho.

Olyntho Voltarelli
Com o pedido de licença por 120 dias do vereador Pio Mielo (PSDB), tomou posse o suplente e agora vereador Olyntho Voltarelli. Foto: Divulgação

 Inconstitucionalidade

Durante a Sessão Ordinária, foram aprovados pedidos de arquivamento dos projetos com pareceres de inconstitucionalidade. O vereador Américo Scucuglia (PTB) teve o arquivamento do projeto de lei que autoriza o Poder       Executivo a firmar convênio com clínicas e hospitais particulares, para prestação de serviços de consultas e exames complementares ao SUS, enquanto perdurar a pandemia.

O projeto que institui a inserção no rol de atividades essências como advocacia, contabilidade, despachante, imobiliária, escolas particulares, salão de beleza, entre outras, do vereador Cicinho Moreira (PL) também foi arquivado diante aprovação dos demais vereadores da Casa.

Já o projeto de lei que institui o Programa Auxílio Material Escolar Inclusivo, do vereador Caio Salgado (PL) também foi arquivado por inconstitucionalidade.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações