14 de junho de 2021

Santo André discute com Estado ampliação do restaurante Bom Prato

Mais visitadas

Objetivo é levar serviço para espaço maior no Centro e também expandir atendimento para região da Vila Luzita

Prefeito de Santo André discute com secretária de Desenvolvimento Social do Estado ampliação do restaurante Bom Prato. Foto: Divulgação/PSA-Helber Aggio.

 

A Prefeitura de Santo André e o Governo do Estado discutem a ampliação da unidade do restaurante Bom Prato, localizada na rua General Glicério, no Centro. O município ofereceu ao Estado um imóvel maior na mesma rua, que permitirá atender mais pessoas.

Nesta quinta-feira (18/02), o prefeito Paulo Serra e a secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes, visitaram o Bom Prato e o imóvel que poderá abrigar o serviço. No encontro foi discutida também a possibilidade de ampliação do atendimento com a criação de uma segunda unidade, na região da Vila Luzita.

“Buscamos melhorar esse equipamento, vistoriamos esse espaço, na região central, e também estamos em negociação com o Estado para ampliar o serviço do Bom Prato para a região da Vila Luzita. Já temos várias novidades nesta região, como a mudança do Centro de Referência de Assistência Social para um espaço maior. A prioridade é a mudança deste restaurante central para um local mais adequado, com capacidade maior de atendimento”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

Além de um espaço que permita o distanciamento adequado neste tempo de pandemia, a Prefeitura estuda a possibilidade de realizar parceria com o Estado para aumentar o número de pratos servidos diariamente.

“Estamos aqui mostrando a importância do Bom Prato para a população mais vulnerável de Santo André. Além de observar as questões de funcionamento, precisamos pensar eventualmente em uma ampliação do restaurante, com condições para que as pessoas possam se alimentar com privacidade, distanciamento e toda a qualidade que merecem”, finalizou a secretária de Desenvolvimento Social do Estado, Célia Parnes.

O Bom Prato está localizado na rua General Glicério, 710, e funciona diariamente com o café da manhã, das 7h30 às 9h, com valor R$ 0,50. O almoço tem início às 10h30 e é servido até as 14h, no valor de R$ 1. A janta, que começou a ser distribuída durante a pandemia, é servida das 17h15 às 19h, no mesmo valor. No total são servidas cerca de 2.000 refeições por dia, sendo 200 no café da manhã, 1.400 no almoço e 300 no jantar.

“O custo de transferência do Bom Prato para o novo local é de R$ 750 mil a R$ 1 milhão pelo espaço, mais o custo de locação, e o Estado entraria melhorando a questão de equipamentos e, se possível, ampliando a quantidade de refeições”, destacou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.

Abrigo emergencial – A secretária de Desenvolvimento Social do Estado, Célia Parnes, também visitou nesta quinta-feira o abrigo emergencial montado pela Prefeitura de Santo André no Estádio Bruno Daniel para moradores em situação de rua que fazem parte do grupo de risco da Covid-19.

O espaço oferece acolhimento ininterrupto, alimentação, banho, atividades socioeducativas, atendimento técnico social e demais cuidados necessários para garantia de proteção integral da população acolhida, buscando desenvolver a autonomia, restabelecimento e fortalecimento de vínculos familiares e sociais rompidos ou fragilizados, de forma a promover novos projetos de vida.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações