Sabesp diz que Mauá sofrerá falta de água no verão se convênio não for aprovado

Superintendente da Sabesp, Roberval Tavares, participa de reunião com vereadores nesta sexta-feira para tratar do assunto

 

Superintendente da Sabesp, Roberval Tavares, diz que Mauá corre risco de ter falta de água no verão. Foto: Reprodução

Mauá sofrerá falta de água no próximo verão se obras não forem realizadas com urgência na cidade. A declaração é do superintendente da Sabesp, Roberval Tavares, que condicionou os investimentos à assinatura de um convênio entre a Prefeitura e a estatual.

Para Roberbal, ainda dá para fazer obras até o fim do ano se o projeto do prefeito Atila Jacomussi for aprovado rapidamente. Nesta sexta-feira (08/11), ele participa de uma reunião com os vereadores, na Câmara.

“Já conversamos com o prefeito em duas oportunidades e os vereadores estão com algumas dúvidas e pediram para a gente ir lá para conversar. Os vereadores têm de tomar a decisão porque senão Mauá não terá água suficiente no próximo verão para abastecer a população. Os vereadores já sabem disso e vamos levar a proposta”, disse o superintendente.

Roberval disse que já existe uma minuta do  projeto. “Se houver aprovação, a Sabesp já pode entrar com as obras assim como aconteceu em Santo André, mas tem de aprovar o mais rápido possível, na semana que vem”, ressaltou.

Para o representante da Sabesp, o sistema na cidade está obsoleto.  “O sistema de Mauá é muito pior e precisa de obras, se o município não aceitar, ele não consegue ter água. A Sabesp pode entrar e fazer, mas primeiro tem de ser contratada”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*