Rodrigo Garcia é ameaçado por PCC e passa a usar colete à prova de bala

Mais visitadas

Ameaças ocorreram porque governador elevou o tom na campanha contra a bandidagem; tucano disse que bandido que levantar arma para polícia vai levar bala

governador Rodrigo Garcia
Rodrigo Garcia é ameaçado por PCC e passa a usar colete a prova de balas. Foto: Divulgação

O governador Rodrigo Garcia, candidato a reeleição pelo PSDB, reforçou a segurança e passou a usar colete a prova de bala após sofrer ameaças do PCC.

 “Considerando a insatisfação do crime organizado, relacionada às movimentações de presos ligados às facções criminosas do Estado de São Paulo, e às informações sigilosas oriundas do Serviço de Inteligência da Secretaria de Assuntos Penitenciários, que tratam do aumento do risco de atentado contra a vida e integridade física do Exmo Sr Governador do Estado e familiares, solicito imediato reforço de efetivo e de material bélico para, com isso, reforçar a segurança institucional prestada por esta Casa Militar”, diz documento da Casa Militar do governo paulista obtido pelo jorna o Globo.

As ameaças passaram a ocorrer depois que o tucano elevou o tom conta a bandidagem e o crime. Algumas frases ditas pelo governador causaram impacto. “Bandido que levantar arma para polícia vai levar bala”, disse Rodrigo Garcia. “Bandido bom é bandido preso. Reafirmo aqui que a polícia está orientada, dentro da lei, a mostrar que o bandido que reagir à voz de prisão vai ter a reação contrária da polícia. A reação contrária da polícia não é com flores, é com o melhor armamento do Brasil” afirmou recentemente.

O Palácio dos Bandeirantes emitiu uma nota oficial sobre o fato.

Leia a íntegra:

“Em relação às ameaças recebidas pelo governador Rodrigo Garcia, o Governo de São Paulo informa que:

– A segurança do governador é realizada pela Casa Militar, com planejamento do seu Setor de Inteligência e execução pelo seu efetivo policial especializado.

 

– A Casa Militar não comenta dados estratégicos elaborados pelo Setor de Inteligência e não detalha o planejamento de segurança da autoridade estadual, com o objetivo de não expor a riscos o governador de São Paulo e seus familiares.

– A Casa Militar vai manter o constante monitoramento de qualquer ameaça e a readequação do planejamento da segurança, de acordo com o cenário”.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações