Prefeitura de Mauá não renova convênio e Bombeiros estão sem alimentos

 Governo de Alaíde Damo promete para esta quinta-feira avaliar ajustes para viabilizar novo convênio

 

bombeiros
Prefeitura promete para esta quinta-feira avaliar ajustes para viabilizar novo convênio com o Corpo de Bombeiros. Foto: Reprodução//redes Sociais

 

Há 11 meses os dois quartéis de bombeiros da cidade de Mauá (Jardim Zaíra e Vila Noêmia) estão sem comida, porque a Prefeitura não renovou o contrato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Diante do problema, os moradores e donos de estabelecimentos comerciais fazem doações de alimentos à Corporação.

O convênio firmado entre o Estado e a Prefeitura de Mauá durou 30 anos. O contrato estabelecia que o governo estadual seria o responsável pela formação e pagamento dos bombeiros, enquanto município arcaria com a  estrutura e manutenção dos quartéis.

A Prefeitura de Mauá informou que se reuniu com o 3º Subgrupamento dos Bombeiros na manhã da última quarta-feira (26/06) para esclarecer quais eram os entraves para a celebração do convênio entre as partes. Foi informado pela corporação que a minuta assinada pela administração anteriormente sofreu alterações e, por conta disso, foi encaminhado novo documento para análise da gestão.

“Por ter sido surpreendida com essas mudanças, a Prefeitura irá avaliar os ajustes feitos e deve assinar o novo convênio até a tarde desta quinta-feira (27/06). Feito isso, irá encaminhar aos Bombeiros todas as documentações necessárias para assinatura por parte deles. O prazo estipulado pela corporação, conforme informado na reunião, é de até 30 dias para que o convênio retorne assinado.

A Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), responsável pelo Corpo de Bombeiros de São Paulo, informou que trabalha para renovar o convênio.