PM desaparecida e encontrada morta será enterrada às 16h em São Bernardo

 Policial Militar foi assassinada na comunidade de Paraisópolis, Zona Sul da Capital Paulista

policial militar
PM, de 27 anos, estava desaparecida desde a semana semana passada e foi encontrada morta nesta segunda. Foto: Divulgação

A PM Juliane dos Santos Duarte, 27 anos, que desapareceu na semana passada na comunidade de Paraisópolis, Zona Sul de SP e foi encontrada morta nesta segunda-feira (06/08) será enterrada no Cemitério da Vila Euclides, na rua tua Santa Adelaide , nº 130, em São Bernardo, às 16h desta terça-feira (07/08). O velório ocorre desde esta manhã, no mesmo local.

De acordo com a Polícia, a PM foi a Paraisópolis na última quarta (01/08) comemorar o nascimento do bebê de um casal de amigos. Na sequência foi a um bar no bairro, onde criminosos descobriram que ela era uma policial militar.

Segundo uma testemunha, na madrugada do dia 1º, às 3 horas, a policial foi ao banheiro e quando voltou ouviu a reclamação de uma pessoa que o celular havia sumido. Foi quando a PM sacou a arma da cintura e colocou sobre a mesa e ainda exigiu que o aparelho aparecesse, pois caso contrário ninguém sairia do bar. Ela ainda se identificou como policial.

Aproximadamente 40 minutos após esse episódio, conforme depoimento de amigas que estavam com a policial, quatro homens invadiram o local, sendo três encapuzados, portando armas de fogo. A policial, segundo o relato, foi baleada duas vezes e levada pelos bandidos.

Um suspeito de envolvimento no assassinato já foi preso na Zona Sul de São Paulo na tarde desta segunda e permanecerá detido temporariamente por duas semanas.