Orlando Morando anuncia fechamento da rua Marechal Deodoro para carros

Medida valerá para os fins de semana neste mês de dezembro e objetivo é evitar avanço da Covid-19

 

Orlando Morando anuncia fechamento da rua Marechal Deodoro para carros. Foto: Divulgação

O prefeito reeleito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (11/12) que a Rua Marechal Deodoro, principal centro comercial da cidade, será fechada para a circulação de carros nos fins de semana. A iniciativa visa evitar aglomeração e conter o avanço do coronavírus.

De acordo com Morando, a restrição será no trecho entre a Avenida Américo Brasiliense, próximo ao Banco Itaú, até a Avenida Prestes Maia.

O prefeito ainda argumentou que a medida dará mais conforto aos consumidores porque no fim do ano aumenta a movimentação no local devido às compras de Natal.

“Pessoal, uma notícia importante para quem vai fazer compras aqui na Marechal Deodoro. No sábado e no domingo, entre 8h e 19h, a via estará fechada para veículos. O objetivo é ampliar a calçada e, com isso, evitar aglomerações. Quem tem deficiência física ou algum tipo de comorbidade vai poder entrar com o carro a partir da orientação dos agentes que estarão por aqui. O trecho bloqueado fica entre a Rua Américo Brasiliense e a Av. Prestes Maia. É mais conforto e segurança sem prejudicar o comércio da cidade. Boas compras e não se esqueça da sua máscara”, afirmou o prefeito.

As vias de cruzamento entre este trajeto estarão abertas para o trânsito de veículos. A fiscalização permitirá a entrada supervisionada na via interditada para pessoas com deficiência, além de permitir a circulação de moradores. Os serviços de carga e descarga poderão ser realizados em horário restrito, das 7h às 9h. Demais alternativas viárias serão orientadas pelos agentes do Departamento de Trânsito do município.

Trajeto a ser fechado para carros na Marechal Deodoro inicia no cruzamento com a Rua Américo Brasiliense, altura nº 1.680 da Marechal, e vai até o ponto de cruzamento com a Avenida Francisco Prestes Maia, altura do nº 800. Foto: Divulgação/PSBC