23 de outubro de 2021

Ministério registra concentração de caminhoneiros em rodovias de 15 estados

Mais visitadas

No ABCD, Rodonael chegou a ser cloqueado às 4h20, mas 6h30 foi liberado, segundo informações da concessionária Spmar 

Várias estradas pelo País possuem bloqueios. Foto: Divulgação/ Polícia Rodoviária do Paraná

O Ministério da Infraestrutura emitiu boletim nesta quinta-feira (09/09) e informou que que, às 8h, foram registrados pontos de concentração em rodovias federais de 15 estados, com 10% de redução de ocorrência desde o último boletim da madrugada. Na BR-101/ES o fluxo da via voltou à normalidade. Os manifestantes querem a destituição do STF (Supremo Tribunal Federal) após os atos de 7 de setembro onde milhares de pessoas foram às ruas em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, que criticou alguns ministros, entre eles Alexandre de Moraes.

O Rodoanel chegou a ser bloqueado no Km 73, às 4h20, mas às 6h30 o trânsito foi liberado segundo informou a Spmar, concessionária que administra essa rodovia.

Nesta manhã, às 6h30, a concessionária Arteris Régis informou que o km 280,1 da rodovia Régia Bittencourt, em Embu das Artes (SP) ficou com todas as faixas interditadas pelos caminhoneiros, causando congestionamento de 1,5 km. Por volta das 9h a pista foi totalmente liberada.

Existem bloqueios em SC, RS, PR, ES, MT, GO, BA, MG, TO, RJ, RO, MA, RR, PE e PA. Na maioria das estradas bloqueadas somente veículos  pequenos, veículos de emergência e cargas de alimentos perecíveis estão tendo o trânsito liberado pelos manifestantes.

Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, um dos líderes do movimento intitulado de caminhoneiros patriotas, Francisco Burgardt, também conhecido como Chicão Caminhoneiro, disse que entregaria ainda nesta quinta-feira um documento ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pedindo a destituição de ministros do STF.

“O povo brasileiro não aguenta mais esse momento que País está atravessando através da forma impositiva que STF vem se posicionando. O povo brasileiro está aqui [Esplanada dos Ministérios] buscando solução e só vamos sair daqui com solução na mão”, disse Chicão, que preside a UBC (União Brasileira dos Caminhoneiros), em vídeo que circula pelas redes sociais. Ele afirmou que o documento também será entregue ao presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro gravou um áudio e fez um apelo aos caminhoneiros a quem chama de “aliados”. Ele pede aos manifestantes que desobstruam as vias porque “atrapalha nossa economia”.

“Fala para os caminhoneiros aí que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo, em especial os mais pobres. Dá um toque nos caras aí para liberar. Deixa com a gente em Brasília aqui agora. Não é fácil negociar com outras autoridades, mas vamos fazer nossa parte, vamos buscar uma solução para isso”, disse o presidente no áudio.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações