Médica cubana é morta pelo marido em Mauá com golpes de chave de fenda

 Assassino foi indiciado por homicídio qualificado, com agravantes de feminicídio e ocultação de cadáver

médica cubana
Médica cubana é morta pelo próprio marido. Foto: Reprodução/Facebook

A médica cubana Laidys Sosa Ulloa Gonçalves, de 37 anos, foi morta neste domingo (03/02) em Mauá com golpes de chave de fenda. O assassino é o próprio marido, o brasileiro Dailton Gonçalves Ferreira, de 45 anos, que enterrou o corpo em uma mata perto da Estrada dos Fernandes, em Ribeirão Pires.

O homicídio aconteceu após uma discussão do casal na rua Francisco Inhesta Spinosa, no Jardim Olinda, onde os dois moravam.

A PM (Polícia Militar) foi acionada por familiares da vítima, que denunciaram o crime, bem como a fuga do assassino, em um veículo Fox vermelho, da Volkswagen. A PM o localizou por meio de um programa que identifica placas de veículos com câmeras de radares. Ele estava na Estrada dos Fernandes em Ribeirão Pires e dentro do seu carro havia manchas de sangue.

De acordo com a Polícia, o criminoso confessou a prática de assassinato e levou os agentes da 3ª Companhia do 30º Batalhão da PM, onde havia enterrado o corpo da médica cubana que trabalhava no Programa Mais Médicos.

Dailton Gonçalves Ferreira, que trabalha como vigia, foi preso em flagrante e levado ao 1º DP (Distrito Policial) de Mauá, onde foi indiciado por homicídio qualificado, com agravantes de feminicídio e ocultação de cadáver.

Crime aconteceu na rua Francisco Inhesta Spinosa, no Jardim Olinda, onde o casal morava. Foto: Google

1 Comentário

  1. meus sentimentos a todos os nossos irmãos cubanos que Deus de o conforto ao coração de tds os familiares e amigos muito triste?

Comments are closed.