13 de abril de 2021

MBL registra BO por ameaças depois da votação de impeachment de Auricchio

Mais visitados

Pedro Umbelino, um dos coordenadores do Movimento Brasil Livre em São Caetano, relata à Polícia ter sido hostilizado por um grupo de jovens

Um dos coordenadores do MBL (Movimento Brasil Livre) de São Caetano registrou nesta quarta-feira (08/08) um BO (Boletim de Ocorrência) na Delegacia Central por supostas ameaças sofridas depois da votação na Câmara do pedido de impeachment contra o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). Os vereadores rejeitaram a solicitação.

O integrante do MBL disse que o Movimento foi ameaçado por um grupo de pessoas e que teve de ser escoltado por guardas civis municipais para poder deixar o recinto. Durante a confusão, teria sido chamado de vagabundo e ladrão e ouvido as seguintes frases: “Não vai sair daqui”, “vamos te pegar” e “cuidado”.

No mesmo Boletim de Ocorrência, Pedro afirmou que durante a festa Italiana o prefeito teria se aproximado dele e usado um “tom jocoso” ao se dirigir a ele. “Parabéns pelas manifestações”, teria dito Auricchio ao se referir ato realizado pelo MBL no domingo (05/08) a favor do impeachment. E que ainda teria falado “para aguardar a votação na Câmara Municipal”, ocorrida nesta terça-feira.
O prefeito foi procurado, mas até o fechamento da reportagem não havia dado retorno para se posicionar sobre o assunto.

Transmissão

O jornalista do Repórter Diário Leandro Amaral disse que enquanto registrava os fatos ao vivo sua transmissão feita no Facebook foi interrompida por duas vezes depois de denúncias, o que na sua opinião foi uma censura. Uma petição desse veículo de comunicação também foi protocolada na Delegacia.

Nunca nos aconteceu algo desse tipo desde que iniciamos as lives, há três anos. Sempre conseguimos levar o melhor de nosso conteúdo. Fica aqui o nosso repúdio aos que denunciaram nossas lives e que não souberam entender o verdadeiro significado da palavra democracia. Já entramos em contato com o Facebook para recuperar o nosso conteúdo e assim que possível vamos divulgar novamente em nossas redes sociais e também no nosso site”, informou nota do Jornal.

Rejeição

O pedido de impeachment protocolado pelo MBL foi votado na Câmara nesta terça, quando 15 vereadores votaram a favor do arquivamento. Os parlamentares que votaram favoráveis ao pedido de cassação foram Ubiratan Figueiredo (PR), Cesar Oliva (PR), Jander Lira (PP) e Chico Bento (PP).

MBL
Sessão que votou pedido de impeachment termina em confusão na Câmara. Foto: Divulgação

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações