Mauá livra carros particulares do pagamento de Zona Azul e é alvo de crítica

 Vereador Marcelo Oliveira diz que prática seria ilegal; Prefeitura alega que autorização é para carros de funcionários do Batalhão da PM e da Polícia Civil

 

Cópia de licença concedida pela Prefeitura para livrar carros do pagamento de Zona Azul. Foto: Reprodução

A Prefeitura de Mauá tem livrado vários carros particulares do pagamento da Zona Azul. A denúncia é do vereador de Mauá Marcelo Oliveira (PT). O petista flagrou vários veículos nos arredores da Secretaria Municipal de Transporte, na rua Santa Helena, Vila Magini, com um cartão cedido pela administração do prefeito Atila Jacomussi (PSB) no qual está autorizado o estacionamento no local sem a necessidade de pagamento de tarifa. Para o parlamentar, a prática seria ilegal. “Eu nunca vi uma coisa dessa, pois são carros particulares. É ilegalidade”, afirmou.

De acordo com o petista, é estranho o fato de a autorização não constar a placa do veículo e o nome do beneficiado com a respectiva isenção. “São vários carros estacionados, sendo que se qualquer munícipe for até ali terá de colocar a moeda no parquímetro para pagar a Zona Azul ou adquiri-la pela internet”, disse.

O cartão que a Prefeitura liberou para carros particulares libera a gratuidade de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h.

A Prefeitura de Mauá informou que as licenças foram concedidas para funcionários do Batalhão da Polícia Militar e da Polícia Civil, “tendo em vista a necessidade da Corporação”.