18 de setembro de 2021

Lourencini apoia Atila, Donisete vai de Marcelo e Juiz João fica neutro; Veja vídeos

Mais visitadas

Tucano diz que vai “ficar do lado do povo”  Juiz fala em que não “compactua com a velha política; Donisete diz ser contra a neutralidade neste momento 

 

Atila Jacomussi e Marcelo Oliveira disputam o segundo turno em Mauá. Fotos: Reprodução

 

Os candidatos derrotados no primeiro turno das eleições de Mauá começaram a se manifestar sobre como vão se posicionar neste segundo turno disputado pelo prefeito Atila Jacomussi (PSB) e pelo vereador Marcelo Oliveira (PT).

José Lourencini (PSDB) disse que apoiará a reeleição de Atila, enquanto Donisete Braga (PDT) optou pelo PT e Juiz João Veíssino (PSD) ficará neutro nessa fase do pleito.

Lourencini, que tem nove unidades do Supermercado Lourencini na cidade,  gravou um vídeo e afirmou que por ser estadista não poderia deixar de se posicionar politicamente.

“Estamos diante de um impasse. Atila teve 70 mil votos e Marcelo 38 mil. O PSDB não vai ficar do lado Marcelo. A melhor opção é ficar do lado do povo que deu 70 mil votos para o Atila. E estou do lado do povo, é a melhor viabilidade. Pode não agradar minha atitude, mas como estadista tinha de tomar lado e estou do lado da maioria”, afirmou Lourencini em um vídeo.

 

 

Juiz João Veríssimo também fez uma gravação para comunicar sua neutralidade neste segundo turno.

“O nosso terceiro lugar na eleição de Mauá foi histórico. Mais de 37 mil pessoas confiaram na nossa mensagem de mudança. Neste segundo turno, não poderia usar o voto dos meus eleitores como moeda de troca para me beneficiar da máquina pública e compactuar com a velha política. Diante disso, resolvi manter a neutralidade nesse segundo turno. Pedimos para que cada um faça sua reflexão sobre o futuro da nossa cidade e escolha o melhor caminho. A única certeza que temos é a de que seremos oposição ao próximo governo”, afirmou.

Donisete Braga, que obteve 5.174 votos (2,68% dos válidos), sexto colocado no primeiro turno, fez a adesão à campanha do PT, partido do qual foi várias vezes deputado e também prefeito.

O ABCD Jornal procurou o pedetista que enviou nota. Leia:

“O PDT de Mauá majoritariamente definiu Apoio para o Marcelo Oliveira diante do cenário dos dois candidatos que foram escolhidos democraticamente para o segundo turno. Mas não podemos em hipótese alguma ter posição de neutralidade, voto branco ou nulo, temos posição clara de que o Goveno Átila foi uma tragédia para a Cidade, especialmente no que se refere ao dinheiro público ; desvio de recursos da merenda/educação e denúncia de super faturamento do Hospital de Campanha e contratação de uma Empresa Organização Social(OS), pelo valor de 3 milhões , onde a mesma se quer tinha endereço oficial.
Portanto são esses nossos argumento para indicar votos no Marcelo Oliveira no segundo turno”, afirmou.

“Ressaltamos ainda que foi uma campanha atípica, novo modelo sem coligação proporcional, recursos financeiros limitado, e a pandemia acabou por isolar uma maior participação direta dos candidatos/Eleitores”, completou.

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações