Lauro Michels inaugura estúdio para utilização gratuita de artistas de Diadema

Estúdio Livre possibilita gravação de clipes, shows musicais, contação de histórias, apresentações de teatro e dança, números circenses e vídeoaulas

 

Estúdio Livre possibilita gravação de clipes, shows musicais, contação de histórias, apresentações de teatro e dança, números circenses e vídeoaulas. Foto: Divulgação/PDA-Thiago Benedetti

 

A Prefeitura de Diadema entregou na tarde desta segunda-feira (5/10) o Estúdio Livre, iniciativa municipal para ajudar artistas da cidade a divulgarem os seus trabalhos nas plataformas digitais. Em tempo de pandemia as atividades dos trabalhadores da cultura foram as primeiras a serem paralisadas e muitos deles estão com dificuldades em mostrar suas produções.

O Estúdio Livre foi montado no CEU das Artes e seu funcionamento imediato possibilitará a gravação de clipes, shows musicais, contação de histórias, apresentações de teatro e dança, números circenses e vídeoaulas, entre outros.

A utilização do estúdio é gratuita e será oferecida toda infraestrutura para realização das gravações. Ao final de cada trabalho o artista receberá, em cd, o conteúdo produzido, e assim poderá dar visibilidade ao seu talento.

Para o prefeito Lauro Michels o estúdio veio em um momento importante para a classe artística local. “Temos muitos talentos em nossa cidade  que precisam divulgar o que fazem. O estudo veio para auxiliar esse setor cultural que foi muito prejudicado com a COVID 19”, afirmou.

A Secretária de Cultura, Valquíria Pessoa, seguindo a mesma lógica, disse que Estúdio Livre foi pensando como mais uma ferramenta de difusão cultural e a que a percepção que sua pasta tem é que são poucos os artistas do município que possuem recursos financeiros para registrarem os seus trabalhos. “Diante dessa situação estamos disponibilizando o estúdio, com todos os seus recursos de produções, para que os artistas de Diadema possam fazer seus trabalhos digitais  e enviá-los para os mais variados canais de divulgação”, concluiu.

Auxílio bom – Para o tecladista Paulo Camurça que esteve na entrega do Estúdio Livre, a inciativa veio em boa hora. “Estamos todos com dificuldades de trabalho e ter um clipe novo ou  um  outro material que possa divulgar o  que fazemos é fundamental. Eu vou me inscrever porque quero gravar um clipe. Vi que o estúdio tem aparelhagem adequada e isso ajuda muito na qualidade da produção”, disse.

A cantora Fábia Rodrigues também vai utilizar o estúdio para gravar conteúdos que ajudam mostrar o seu trabalho.  “Vivo da música há mais de 20 anos e essa iniciativa é muito importante para nós artistas.  Diadema tem muito músicos independentes e a iniciativa vem atender uma demanda da nossa classe. Gravar conteúdos digitais é caro e não são todos os artistas que têm recursos para isso”, revelou a cantora que pretende produzir um teaser (vídeo curto) ou uma live no novo estúdio.

 

Para implantar o ateliê de gravação no CEU das Artes a Secretaria de Cultura utilizou de equipamentos que já tinha como reserva para realização de oficinas na área de vídeo. Foto: Divulgação/PDA-Thiago Benedetti

 

Recursos próprios

Para implantar o ateliê de gravação no CEU das Artes a Secretaria de Cultura utilizou de equipamentos que já tinha como reserva para realização de oficinas na área de vídeo. Outra parte foi alugada com recursos da própria secretaria.

A utilização do estúdio será mediante agendamento prévio (pelo e-mail estudiolivrediadema@gmail.com), mas antes o interessado deve atualizar dados por meio do link http://www.diadema.sp.gov.br/parcerias/26043-cadastramento. Os que se inscreverem passarão por uma curadoria e em  contrapartida a Prefeitura poderá utilizar o material gravado para difusão e divulgação dos artistas, sem finalidade comercial.

É vetado o uso do estúdio para o registro de conteúdo político-partidário, discurso de ódio ou outras finalidades que não tenham caráter artístico-cultural. Na entrada do espaço serão adotados os protocolos sanitários vigentes e recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), como uso da máscara facial, e somente será permitida a presença de até quatro integrantes por artistas. Será feita, ainda, a medição da temperatura e para todos que acessaram o local será disponibilizado álcool gel 70% .

Serviço:

Estúdio Livre – CEU das Artes – Av. Afonso Monteiro da Cruz, 254, Jardim União.

Aberto – De segunda a sexta-feira, das 14h às 20h, e aos sábados, das 8h às 12h. Inicialmente os blocos de gravações terão uma hora de duração.