Justiça manda penhorar salário de vereador de Diadema

Companheiro Sérgio responde por ação movida por pastor; valor da dívida é de R$ 28,6 mil

 

companheiro sérgio
Companheiro Sérgio responde por ação movida por pastor; valor da dívida é de R$ 28,6 mil, Foto: Reprodução

 

A Justiça determinou a penhora do salário do vereador de Diadema Companheiro Sérgio (Cidadania) por conta de uma dívida de R$ 28,6 mil referente a uma ação movida pelo pastor Cícero Monteiro Cavalcante.

A decisão é do juiz da 4ª Vara Cível de Diadema, Rafael Bragagnolo Takejima. A penhora é de 30% do salário até que seja efetuado o pagamento do total do débito. O magistrado já determinou que a Câmara seja notificada para efetuar a execução.

A ação foi movida pelo pastor devido a uma disputa pelas chaves da sede Associação Nova Conquista. De acordo com membros da entidade, Companheiro Sérgio se recusou a entregar as chaves  e o pastor decidiu mover uma ação e saiu vitorioso.

Denúncia

Outra acusação é de que o pastor estaria sendo pressionado pelo vereador a fazer um acordo e abrir mão do recebimento da dívida . “Recebemos informação de que a mulher do pastor Cícero tem cargo na Prefeitura e o vereador estaria usando esse fato para pressionar o pastor, ameaçando-o com uma possível demissão da esposa dele”, disse um membro da entidade que preferiu não se identificar

Ao ser indagado sobre o fato, Companheiro Sérgio negou a acusação, mas admitiu que busca fazer um acordo com o pastor para diminuir o valor da dívida. O vereador afirmou que perdeu a ação porque não colocou advogado para defendê-lo no processo. “Não fizemos nada de errado. O pastor podia usar a entidade no horário de expediente. Nunca impedimos isso. O problema é que não apresentei a minha defesa. Achei que não ia dar em nada essa ação”, afirmou parlamentar.

O vereador acrescentou que a ação é de 2016, quando ainda não era vereador. Também rebateu da acusação sobre uma possível exoneração da mulher do pastor . “A pessoa está equivocada, pois quem faz contratação e demissão é o prefeito. Eu sou vereador e não tenho nada a ver com as questões administrativas da Prefeitura”. finalizou.

Pastor Cícero moveu ação contra vereador Companheiro Sérgio. Foto: Reprodução/Redes Sociais

1 Comentário

  1. Morei 35 anosem Diadema mas agora a venda e compra de votos está descarada e o alinhamento com igreja evangélica criando curral de votos é vergonhoso

Comments are closed.